A obesidade e suas causas

A obesidade e suas causas

A causa da obesidade é multifatorial, ou seja, ela é decorrente de vários fatores que podem estar agindo isoladamente ou em conjunto. Entre esses fatores, está a ingestão aumentada de calorias, diminuição da atividade física, idade, fatores genéticos e emocionais.

A adolescência é o período da vida em que ocorrem muitas mudanças no corpo. É nesta fase que se observa o "estirão de crescimento" caracterizado pelo aumento da estatura acompanhado, muitas vezes, pela diminuição de peso corpóreo. Entretanto, com o aumento da idade ocorre a redução da necessidade calórica do indivíduo, pois, observa-se declínio da atividade física como também alterações na composição corporal caracterizada pela diminuição quantitativa de músculos e conseqüente aumento de tecido gorduroso.

Observa-se também, em as pessoas que apresentam ansiedade, nervosismo ou que estão sob estresse o comportamento compensatório através da alimentação. Assim, enquanto algumas pessoas perdem o apetite outras, apresentam comportamento voraz pelos alimentos.

Há também, doenças relacionadas com hormônios que podem levar ao aumento de peso, se não tratadas. O hipotireoidismo é um exemplo típico. Nele a necessidade calórica torna-se reduzida, pois ocorre a diminuição do metabolismo.

Além disso, muitos estudos demonstram que a obesidade é hereditária. Isto quer dizer que se você tem histórico familiar de obesidade (pai, mãe) provavelmente você será um adulto obeso.

Assim, quando notamos que está ocorrendo aumento de peso, devemos analisar primeiro se ocorreu alguma mudança no estilo de vida. Será que não se está fazendo menos atividade física do que antes? Há algum fator emocional que pode estar afetando a alimentação? Ou simplesmente houve um aumento da quantidade a alimentos ingeridos? Se as respostas não justificam o aumento de peso provavelmente há o fator genético agindo como causa. Mas atenção: ter características genéticas contribuindo para o ganho de peso não dever ser desculpa para não tentar atingir o peso ideal, o qual varia de pessoa para pessoa. Com isso, a adoção de dietas hipocalóricas e o aumento da atividade física tornam-se necessários.

Comente