10 alimentos prejudiciais ao organismo

10 alimentos prejudiciais ao organismo

Estudos sobre alimentos que fazem bem e mal à saúde estão por toda parte. E, às vezes, nem é necessário retirá-los de vez da nossa dieta. Basta ter bom senso e consumí-los sem exagero.

O documentário "Ano Novo sem Toxinas" apontou os 10 alimentos capazes de prejudicar o organismo. Além de revelarmos a lista para você, nós do Vila Mulher conversamos com a da nutróloga Liliane Oppermann, para que elas desse dicas de como consumir de maneira equilibrada esses itens. Confira:

Refrigerante

Este líquido, que muitas vezes acaba substituindo um bom copo d’água na hora de matar a sede, é pobre em nutrientes e rico em corante, sódio, calorias e gás. "A melhor forma de consumi-lo é com bastante gelo, limão e versão light", sugere a nutróloga.

Sal em excesso

Além de reter líquido e provocar aquela sensação horrível de inchaço, o consumo demasiado de sal sobrecarrega coração e rins e pode causar hipertensão e enxaqueca. Por isso, Dra. Liliane conta que os alimentos que vêm em salmoura, como palmito, azeitona e atum, podem ser lavados para diluir o excesso de sódio. "Há o sal na versão hipossódica, com mais potássio, que também pode ser usado na cozinha. Outra dica é temperar a comida com ervas aromáticas, alho, cebola, salsinha e cebolinha".

Fast food

Rico em gordura saturada e frituras guloseimas como hambúrgueres e pizzas podem causar aumento de colesterol e até hipertensão, uma vez que também são ricos em sódio. "Se optar por um sanduíche, evite os combos, ficando só com o sanduíche e abolindo a batata frita", indica a especialista. "Evite também condimentos adicionais como maionese, catchup e opte por suco como bebida."

Açúcar em excesso

O uso prolongado e exagerado do açúcar acarreta em excesso de calorias, nutrientes escassos e risco para diabetes. Uma opção é começar a adotar a versão light, que é uma mescla com adoçantes, e aos poucos ficar só com adoçante, preferencialmente à base de sucralose (derivado do açúcar). "O próximo passo é evite adoçar as coisas. Um suco natural não precisa ser adoçado. Há quem tome chá e café ao natural também", lembra Dra. Liliane.

Pão branco

O excesso de amido contido neste alimento vira glicose na corrente sanguínea, aumentando o risco de diabetes. Para consumi-lo de maneira melhor, a nutróloga sugere: "Retire o miolo do pão francês, limite-se a uma unidade e recheie com coisas saudáveis, como um queijo branco, por exemplo."

Carne processada

Segundo o documentário, a salsicha, por exemplo, até pelo de porco e por ser processada, muitas vezes você nem sabe ao certo que está consumindo. Dra. Liliane completa: "Este alimento possui muito sal, condimento, corante, conservante e ainda pode pesar muito no estômago. Prefira carne fresca, preferencialmente com pouca gordura."

Salgadinhos (típicos de bar)

A nutróloga conta que os petiscos são fritos e, às vezes, mau conservados, podendo causar infecção alimentar dependendo do lugar onde é consumido. Além disso, por possuírem gordura trans, causam obesidade, diabete tipo 2 e pressão alta. "Procure bares conhecidos ou recomendados e peça um lanche preparado na hora. Se não tiver, prefira os salgados assados e não use condimentos adicionais", orienta Dra. Liliane.

Chocolate

A versão branca possui mais gordura e açúcar. E os com cookies são muito açucarados. Portanto, resista à tentação e dê preferência aos tipos com pelo menos 50 % cacau, que possuem mais antioxidantes e menos açúcar. "E, claro, limite-se a consumir no máximo 30 gramas ao dia", diz a nutróloga. E o documentário fez um cálculo alarmante: se você consumir uma barra de chocolate por dia, pode engordar cerca de 12 quilos em um ano!

Bebida alcoólica

Reunir os amigos na mesa do bar depois de um dia tenso de trabalho é uma boa pedida, né? Mas cuidado com os exageros. Bebida alcoólica é prejudicial para células nervosas e ainda sobrecarrega o fígado. "Evite beber em jejum ou misturas de destilados e fermentados. E tome bastante água entre os goles alcoólicos", sugere Dra. Liliane.


Cafeína

Excesso de cafeína causa ansiedade e estresse. E é muito comum vermos por aí pessoas que consumem várias xícaras de café adoçado com açúcar ao longo do dia e sem comer nada. A nutróloga orienta que até duas xícaras de café por dia são permitidas. "Tomar um café com leite pela manha também pode fazer bem ao corpo", diz a especialista.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente