Vovó baterista: conheça a história de Mary Hvisda

“Grandma Drummer” conta que começou a tocar aos 15 anos

Vovó bateria dando show nas ruas. Foto - Reprodução/rocknheavy

Aos 63 anos, com uma vitalidade de dar inveja a muito jovem, Mary Hvisda não é uma vovócomum. Carinhosamente apelidada de “Grandma Drummer”, Mary tem uma paixão especial pela música, e por isso canaliza toda a energia que tem de sobra para tocar um instrumento que poucos sabem tocar bem: bateria! Mary Hvisda ganhou mais notoriedade depois que entrou em uma loja de Wisconsin, nos Estados Unidos, e começou a tocar o instrumento, deixando a todos os presentes de "queixo caído". O vídeo da vovó baterista, que ganhou um conjunto de baterias eletrônicas do dono da loja, viralizou na internet. 


“Grandma Drummer” conta que começou a tocar aos 15 anos, e até meados dos anos 90 ainda marcava presença em apresentações nas bandas onde tocava. Mas desistiu quando não tinha mais banda para tocar e acabou vendendo sua bateria. "Tocava bateria todo fim de semana e, às vezes, eram como cinco noites por semana, em todo o tipo de local que você possa imaginar. Eu adorava!", comenta Hvizda. Mary Hvizda diz que não possui um computador e não tinha conhecimento do YouTube até que ela se tornou uma estrela na rede social. 

Foto - Reprodução/wxow

Mary diz que não consegue se acostumar a ser chamada de vovó. "Eu nunca tive meus próprios filhos e nunca me casei, mas tenho 63 anos e certamente esta é a idade de uma avó", declara a baterista.

Por Renata Branco

Comente

Assuntos relacionados: vovó bateria música idosas Renata Branco