Você tem medo de tirar férias?

medo de férias

É difícil imaginar, mas tem gente que não fica tão feliz assim quando as férias estão chegando.

Profissionais liberais e muitos executivos sofrem com o estresse de férias ou vacation phobia (medo de férias, em inglês). Isso acontece em uma época em que a oferta de vagas diminui no mercado e os contratos temporários se multiplicam. Quem sofre do mal utiliza as férias para trabalhar ainda mais.

“Isso acontece porque apesar de a maioria das pessoas saber que é uma pausa indispensável para a manutenção da qualidade de vida, algumas simplesmente não conseguem se desligar dos compromissos diários”, afirma o psicólogo Frederico Cardoso, de São Paulo.

Uma pesquisa do International Stress Management Association-Brasil (Isma-BR), entidade com filiais em 12 países que se dedica à prevenção e ao tratamento do estresse, revela que 38% dos profissionais entrevistados (paulistanos e gaúchos entre 25 e 55 anos) admitiram ter medo de tirar férias de 30 dias.

Para Frederico Cardoso, as pessoas têm receio de ficar muito tempo paradas sem fazer nada. Sentem que estão ficando para trás e acham que, no retorno, terão serviço dobrado.

É o caso da administradora paulistana Aline Reis*, 56 anos. "Criei a paranóia de que estava despreparada para subir de cargo. Acreditava que para conseguir, teria que me esforçar muito. Na época em que adiaria as férias pela quarta vez, tive um infarto que acabou por me salvar. Pude reposicionar a vida.”, revela. Ela ficou longe do trabalho por vários meses e fez um acordo logo após o retorno. “Atualmente trabalho no máximo sete horas por dia e ganho mais”, festeja.

Mas, como evitar chegar a esse extremo? A psicóloga Clara Ferraz diz que tudo depende de como lidamos com as situações. “Por mais óbvio que pareça, as férias não-programadas ou mal-programadas, em que não há tempo para relaxar, descansar e recarregar as baterias, podem gerar um forte estresse, assim como qualquer outro momento do cotidiano”, pondera.

Outro grande perigo está nos extremos. O excesso, ou mesmo nenhuma atividade praticada durante as férias, também pode causar estresse. O planejamento faz a diferença nessa hora. “O importante é desligar-se do trabalho e dos problemas pessoais”, aconselha a psicóloga.

Comente

Assuntos relacionados: férias planejar férias