Tensão Pré-Natal: você sabe o que é?

Tensão PréNatal você sabe o que é

Foto: Tim Pannell/Corbis

A decoração natalina já toma conta das vitrines de muitas lojas de shoppings e comércio popular, além das ruas e casas de muitos moradores das cidades brasileiras. E embora o Natal seja aguardado por muitas pessoas que adoram quando os enfeitinhos para as festas de fim de ano começam a surgir, para outras esse é um momento de muita tensão, afinal, indica que o ano chegou ao fim e as metas e sonhos estabelecidos ainda não foram cumpridos.

Se você também se desespera quando vê o Natal se aproximar, saiba que pode sofrer de uma espécie de Tensão Pré-Natal, a TPN. "São pensamentos antecipatórios quanto às exigências que a sociedade impõe sobre esta data", explica a psicóloga clínica Marisa de Abreu.

Ela explica que no período natalino a ansiedade é o sentimento que mais aflora nessas pessoas. "Ela pode até ser boa, desde que seja usada para a ação, ou seja, finalmente realizar aquilo que precisa, mas empurrou com a barriga o ano todo."

No entanto, esta mesma ansiedade pode ser muito ruim se paralisar a pessoa a ponto de se considerar uma total incapaz e alimentar pensamentos de autoboicote. "Além dos sentimentos de ‘não realização’ há também os de saudades das pessoas com as quais ele conviveu em outros natais, mas que neste não está por perto, seja por morte ou por termino de relacionamento", descreve.

Os sentimentos de fracasso podem surgir de vários lados, mas de acordo com a psicóloga, para evitá-los é necessário que cada um viva sua vida com total consciência do que está fazendo. Poe exemplo: se você está comprando roupas que a deixará endividada, é claro que no final do ano, época típica na qual as pessoas fazem seus respectivos balanços de vidas, esta dívida aparecerá como um dedo apontando sobre seu nariz e a acusando de incompetente.

"O fato de não cumprir metas pode ocasionar angústia no ser humano. No entanto, as mulheres pensam mais e avaliam mais a própria vida e, assim, se angustiam mais", relata. E não para por aí. ATPN pode trazer outras cobranças. "Todo resultado negativo aparece no ‘balanço do ano’. Namoros que não engrenaram, amigos que partiram, conversas que não tiveram, reações que não aconteceram por falta de coragem etc."

Para Dra. Marisa, o Natal foi feito para estimular as emoções. E é claro que o comércio lucra com elas, pois, em sua opinião, 90% de cada compra é realizada mais emocionalmente do que por uma verdadeira necessidade. "Sendo assim, antecipar a decoração irá antecipar todas as emoções, boas e ruins, referentes ao Natal", avalia.

Para vencer esse problema a psicóloga ensina: "Mude o olhar que você tem em relação a esta época. Não considere um momento para autojulgamento, mas para se dar a oportunidade de colocar em prática muito do que gostaria de fazer e não vem fazendo. Ou seja, vá atrás do que lhe interessa".

E completa: "Ligue para a pessoa que você quer ter mais intimidade, dê um presente para aquele que lhe ajudou muito e que você não foi tão receptivo assim. Além disso, faça-se presente na vida das pessoas que realmente são boas para você".

Para em 2013 não sofrer dessa espécie de tensão, Marisa de Abreu dá mais uma dica: "Planeje-se desde o início do ano para que não fique nada para trás".

Por Stefane Braga (MBPress)

Comente