Serei mais feliz após a cirurgia plástica?

Serei mais feliz após minha cirurgia plástica

Foto: FreeDigitalPhotos http://bit.ly/JHVdLe

Essa é a pergunta mais feita nos consultórios de cirurgiões plásticos, segundo o diretor do Centro de Medicina Integrada Doutor Ruben Penteado. O especialista costuma devolver com outra questão: "O que faz um paciente não ficar feliz com sua cirurgia plástica?" Confira algumas dicas do cirurgião plástico para evitar a frustração após um procedimento cirúrgico.

- Expectativas exageradas

Entrevistar os pacientes durante as consultas para saber qual o grau de expectativas quanto aos procedimentos e quais resultados esperam é uma boa forma de tirar todas as dúvidas e evitar frustrações. "O tempo inicial para discutir a vontade do paciente e sua motivação para realizar a cirurgia é tempo bem gasto. A orientação dada ao paciente é fundamental e tem como objetivo fazê-lo entender as limitações técnicas e físicas que cada paciente possui na sua individualidade", destaca o especialista.

- Tempo para a cirurgia

Os cirurgiões devem ficar atentos para os prazos e rotinas dos pacientes, que não podem estar passando por grandes mudanças, como uma troca de emprego ou prestes a casar ou se formar, para que tenha tempo disponível para uma recuperação tranqüila no pós-operatório.

- Excesso de informação de fontes não credenciadas

Há diversos sites na internet que descrevem, com detalhes, o que seria "um nariz perfeito", após uma rinoplastia, ou um "rosto rejuvenescido", após um lifting facial. Este tipo de informação não ajuda o paciente. "O que auxilia, antes da realização da plástica, é expor adequadamente seus anseios ao cirurgião plástico, para que ele possa ajudá-lo a minimizar seu descontetamento, após a cirurgia", explica o médico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Pouco diálogo com o médico

Antes de comunicação é o cerne da questão. O que o paciente tem em mente é difícil de descrever, de tornar-se concreto? "Por exemplo, diante da afirmação ‘quero diminuir um pouco o meu nariz’. Quanto é um pouco?", questiona o médico. Em tempos em que há muita publicidade que cria expectativas irreais, "é preciso explicar aos pacientes que não existe procedimento rápido, simples e indolor. Todas essas frases de efeito são muito boas para o comércio, mas não servem para cirurgia plástica", conta Ruben Penteado;

Cuidados com as mini promessas

O especialista alerta para as promessas dos mini procedimentos, como o mini lifting ou mini lipo, que exigem pouco do paciente no pós-operatório, mas também não tem a menor longevidade, servem somente de iscas para a venda de outros cirurgias;

Cuidados na hora de fazer uma cirurgia plástica:

- Procure sempre um especialista em cirurgia plástica que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;


- Busque indicações de amigos que já fizeram cirurgia com um determinado profissional;

- Leve em conta o nível de informação do médico durante a consulta;

- Não utilize apenas critérios financeiros para fazer sua escolha.

Por Carmem Sanches

Comente