Preocupação só atrapalha o desempenho

Preocupação só atrapalha o desempenho

Foto - Jamie Grill/Tetra Images/Corbis

Se você costuma ficar pensando o tempo todo nas coisas que precisa fazer, e a preocupação se tornou um hábito na sua vida, está na hora de rever esse padrão mental.

O mais provável é que o medo de não dar conta das suas responsabilidades e problemas está comandando sua vida. O medo, por sua vez, gera stress e dificulta um bom desempenho. A preocupação constante paralisa a ação, mantendo a mente em estado de pressão contínuo.

Não adianta ficar remoendo problemas a resolver. Somente quando estamos em um estado positivo e razoavelmente tranquilo, conseguimos pensar em soluções e alternativas para suprir nossas necessidades.

Se você se concentrar em dificuldades financeiras, de relacionamentos, profissionais, ou o que quer que seja, preocupando-se, excessivamente, sentirá uma baixa na qualidade da sua energia. Perder horas, ou até mesmo, noites de sono, pensando nas dificuldades não resulta em algo positivo. Ao contrário. Além de não resolver a questão, pode comprometer sua saúde emocional e física.

Precisamos estar inteiros e no controle das nossas emoções, se pretendemos encontrar soluções para o que nos aflige. Sem tranquilidade, e a confiança de que sempre haverá uma saída, corre-se o risco de se perder na desesperança, ou mesmo, no desespero.

Se você se propôs a fazer um concurso, entrar em forma física, cuidar da alimentação, saldar dívidas, resolver pendências, terminar o relacionamento, controlar os gastos, e assim por diante, mas ainda não deu seus 100% para obter sucesso no seu objetivo, não adianta ficar remoendo pensamentos. Tome pé da situação e faça algo para resolvê-la, ou correrá o risco de ficar estagnado no terreno da pré-ocupação.

Cobranças exageradas criam estados internos negativos, ou mesmo desorganização mental. Algumas pessoas fazem da preocupação um hábito, como se assim sentissem menos culpa pelas situações em que se encontram. Mas, qual é o sentido de querer negociar a culpa, trocando-a por preocupações? Em vez disso, troque-a pelo entendimento do que estiver se passando com você.

Quanto menos você se preocupar com o que ainda não aconteceu, maiores serão as chances de mudar sua vida para melhor. Aproveite o aqui e o agora, e recomece. A vida é o que nos acontece a cada momento.

Jael Coaracy é psicóloga, escritora, atende como psicoterapeuta, coaching emocional, coaching de vida e profissional, em consultório e por Skype. Contatos - jaelcoaracy@gmail.com http://www.vaidarcerto.com.br/

Comente