Portadores de Síndrome de Down superaram barreiras do preconceito

Dia Mundial da Síndrome da Down

Foto: Renato Rocha Miranda/Divulgação TV Globo

Nesta quarta-feira (21) comemora-se o Dia Mundial de Síndrome de Down. E pela primeira vez a data é comemorada em diferentes partes do mundo. As crianças que nascem com essa alteração cromossômica possuem algumas características em comum como mãos e orelhas pequenas, dificuldades na articulação e rosto arredondado.

Alguns portadores da Síndrome de Down podem apresentar ainda dificuldades motoras e comprometimento intelectual. Porém, quando são estimulados desde pequenos e convivem com frequentadores de escolas regulares, podem apresentar redução das limitações e levar uma vida normal.

Um caso de sucesso é o da pequena Joana Morcazel, filha do cineasta Evaldo Mocarzel e da produtora Letícia Mocarzel. Aos seis anos, ela participou da novela "Páginas da Vida", de Manoel Carlos. A meta da menina na trama era escancarar o preconceito sofrido pelas crianças portadoras da Síndrome de Down e mostrar como é o dia a dia delas.


Outra notícia divulgada recentemente e que contribuiu para reduzir ainda mais o preconceito foi o ingresso do jovem Gabriel Nogueira, de 24 anos, na Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul, para estudar teatro. Portador da Síndrome de Down, o rapaz já fez aulas de natação, dança e taekwondo. Gabriel também namora com moça portadora de Síndrome de Down e tem planos de se casar e formar uma família.

Dados do Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que há mais de 300 mil pessoas com Síndrome de Down o país e pode atingir um entre 1000 recém-nascidos.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente