Não dependa da opinião dos outros para se achar bonita!

Não dependa da opinião dos outros para se achar bo

Foto: Mito Images/Westend61/Corbis

O que você faria se o seu marido chegasse e dissesse que você não é bonita o suficiente? A consultora e escritora Jennifer Tress ouviu isso do seu ex-marido quando o questionou sobre os motivos dele estar distante. Ele, na verdade, estava tendo um caso com uma estagiária do escritório onde trabalhava.

Claro que uma declaração dessas é chocante. A gente perde o chão por um momento, mas precisa reagir de alguma forma. Jennifer se separou e decidiu dar a volta por cima.

Disposta a combater o estereótipo da mulher perfeita e ajudar outras mulheres a trabalharem a autoaceitação, Jennifer escreveu o livro "You’re not pretty enough" ("Você não é bonita o suficiente") e montou um projeto de mesmo nome. Lá estão depoimentos de mulheres que dizem já terem sofrido um bocado para se aceitarem como são.

E segundo a coach de relacionamento Margareth Signorelli revela que as mulheres sofrem mais para se autoaceitarem do que os homens, por conta da cobrança social. O estereótipo do que é "perfeito" está na mídia o tempo todo cobrando o público feminino e mostrando erroneamente o que seria a mulher fisicamente ideal.

"Quando uma mulher vê uma foto em uma revista não pensa racionalmente como os homens, que percebe que ali existe um photoshop capaz de fazer o que parece real se tornar simplesmente inatingível. Os homens olham um corpo masculino com tanquinho e arrumam um modo, muitas vezes cômico, de dizer que é impossível ser assim e se conformam com isso", diz.

A partir do momento em que a ditadura da beleza começa a mexer com a autoestima da mulher casada, não se pode culpar a mídia, mas as bases desse casamento. Se a esposa acha que precisa exibir um corpo perfeito para sentir que seu casamento é feliz, certamente essa relação vai se extinguir com o tempo, uma vez que o amor, atrelado à beleza física, diminuirá a cada ruga ou celulite que aparecer.

Para Margarett, se realmente o homem gosta da mulher, geralmente é menos direto ao indicar os defeitos da esposa e usa mais a sutileza para não machucá-la. De qualquer forma, a mulher nunca deve se abandonar e estar sempre atenta à sua aparência e alguma colocação que o parceiro tenha a respeito dela.

"Os homens são muito visuais e nada melhor que ter uma visão boa da pessoa que amam. Caso seu parceiro peça para você emagrecer um pouquinho, mudar a cor do cabelo ou comprar uma lingerie nova, faça, por que não? É muito bom quando o homem dá sua opinião, o pior é quando ele não dá", pensa Margareth.

E dispara: a mulher se cuida porque gosta de si mesma. Aquela que pensa nela em primeiro lugar, independente de estar com um parceiro ou não, se cuida fisicamente por ter a consciência de que isso é importante para a beleza física, para a saúde e para o espírito. Consequentemente, ela acaba se destacando das outras, tendo mais sucesso no amor e podendo ter melhores oportunidades de trabalho.

"O segredo é a aceitação. Eu costumo sugerir uma prática para as minhas clientes: falo para elas se sentarem nuas à frente do espelho, ir olhando cada parte do próprio corpo, aceitando as imperfeições e agradecendo a cada uma delas. Existem pesquisas que mostram que pessoas que passam a vida fazendo regime, sem sucesso, não aceitam seu corpo e brigam com cada parte dele que não aceitam. A partir do momento que elas aceitam seu corpo como é, têm mais facilidade para a perda de peso", diz.

E completa: "Se essa mulher se conhecer melhor e admirar cada parte do seu corpo, não precisará da admiração ou elogios de quem quer que seja, ela se bastará. Um elogio é sempre bem-vindo, mas não pode significar a sua autoaceitação e felicidade".

Quer algumas dicas para espantar a baixa autoestima e trabalhar a autoaceitação? Margareth lhe ajuda:

- Saiba aonde quer chegar e vá atrás. Ninguém vai emagrecer por você, fazer tratamento de celulite ou mudar seu guarda-roupa por você.

- Não se lamente, seja objetiva e avalie o que não está bom. Precisa emagrecer? Faça um regime, acorde 1h mais cedo e vá caminhar. Tem celulite? Procure um tratamento ou perca um pouco de peso que ajuda. Seu guarda-roupa não está bom? Compre revistas de moda, faça uma limpeza nas peças mais velhas e peça para uma amiga que se vista bem para lhe dar algumas dicas.


- Planeje na sua semana algumas atividades que valorizem sua feminilidade. Use roupas que façam você emanar sua sensualidade. Compre um perfume gostoso. Faça massagem e tome um banho de banheira se puder. Quando a mulher faz atividades que estão ligadas à feminilidade, libera o hormônio ocitocina, responsável pela sensação de prazer e de bem-estar físico e emocional. Com o aumento desse hormônio a mulher se sente menos ansiosa e emana sua sensualidade, deixando de lado algumas coisas que a perturbam e se aceitando melhor.

Juliana Falcão (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: autoestima comportamento relacionamento livro