Jovens encontram no amor força para vencer o câncer

câncer

Vitor e Camila têm câncer nos ossos, o mesmo que o personagem Augustus, e estão enfrentam juntos a doença. Foto Arquivo pessoal

O filme A "Culpa é das Estrelas", lançado em 2014, conta a história da adolescente Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley), diagnosticada com câncer, e que se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio cristão. Lá, conhece Augustus Waters (Ansel Elgort), um rapaz que também sofre com câncer. Apesar das diferenças, eles se apaixonam. Juntos, atravessam os principais conflitos da doença, buscando força e otimismo um no outro.

E de fato, a família, os amigos e até namorados são fundamentais para a recuperação desta doença, que mata cerca de 7,6 milhões de pessoas no mundo todos os anos. Só no Brasil, as vítimas chegam a 175 mil.

Assim como o jovem casal do filme, Vitor Gomes Silva (23 anos) e Camila Ruas Moraes (24 anos) estão juntos nesta batalha. Ambos têm ósseo sarcoma (câncer nos ossos) o mesmo que o personagem Augustus. Os dois se conheceram no hospital do GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer) em 2012 durante as sessões de quimioterapia.

Sobre o relacionamento, Camila e Vitor falam que a união dos dois em um momento tão difícil como este, só contribuiu para superarem a doença com mais força. "Nós temos com quem dividir a dor e compartilhar os momentos difíceis. O que mais nos ajuda é que um entende perfeitamente o outro, por passarmos pelas mesmas dores, mesmas dificuldades. Se namorássemos com alguém que nunca passou por isso, talvez não tivéssemos a compreensão que nós temos um com o outro", conta o casal.

Vitor ainda fala que como casal, os principais desafios que enfrentam juntos desde o começo do namoro é a debilitação. "A doença em si já nos deixa mais debilitados, temos a imunidade baixa e ficamos mais fracos, não é a qualquer hora que podemos ir a qualquer lugar. O maior desafio é não poder ficar juntos em todos os momentos, como gostaríamos."

Como tudo começou...

A paquera aconteceu como com qualquer casal comum. Antes de engatarem o namoro, eles eram bastante amigos, mas se afastaram por cerca de 1 ano, pois Vitor não frequentava mais o GRAAC com tanta frequência. "No início de 2014, nos reencontramos e nos declaramos um para o outro, assim nasceu nosso namoro que já dura 4 meses. Para o futuro, sonhamos em construir nossa família, e logo logo vamos ficar noivos", diz Camila.


E para quem sofre da doença, os dois deixam uma mensagem: "Não desistir, fazer o máximo que pode, pois é uma luta pela vida. E claro, ter muita fé!".

Por Kelly Jamal

Comente

Assuntos relacionados: motivação câncer amor