Disciplina - qualidade fundamental para obter sucesso

pessoas e disciplina

"Talento sem autodisciplina é como um polvo de patins: há muito movimento, mas nunca se sabe se irá para frente, para trás ou para os lados." Jackson Brown Jr.

Há pessoas que parecem bem sucedidas em tudo que fazem. São vitoriosas na profissão, gozam de bom relacionamento com familiares, estão envolvidas nas atividades das comunidades que freqüentam e ainda mantêm uma boa forma física. Quando nos aproximamos de pessoas assim, tentando descobrir como é que conseguem realizar o máximo de seu potencial, logo descobrimos que quase todas possuem uma qualidade fundamental - a disciplina.

Por outro lado, há aqueles que colecionam uma vergonhosa gama de reveses, catástrofes e fracassos. Se perguntarmos a razão e eles forem sinceros, provavelmente farão uma avaliação honesta do porquê dessas situações:

"Sabe como é, fui deixando as coisas fugirem ao meu controle";

"Deixei de fazer minhas tarefas";

"Não fui perseverante";

"Não cuidei de mim mesmo";

"Não dediquei tempo suficiente...";

"Achei que os problemas se resolveriam por si mesmos".

E por aí vai. A maioria dessas desculpas tem como causa evidente a falta de disciplina.

Sem autodisciplina, nada realizamos. Em seu livro The Disciplined Life, Richard Shelley Taylor define a autodisciplina como "a capacidade de regular conduta por princípio e julgamento e não por impulso, desejo, forte pressão ou costume social". Entendam que a disciplina é a capacidade de controlar, conscientemente, as circunstâncias em que vivemos. É a capacidade de controlar nossa vida.

A disciplina é um dos traços de caráter mais importantes que podemos ter. Trata-se de uma peça chave no desenvolvimento de qualquer área de nossa vida. E, no entanto, quantas pessoas realmente disciplinadas conhecemos? Será que podemos citar cinco conhecidos que são de fato disciplinados em todas as áreas da vida? Somos disciplinados assim?

Para desenvolver um estilo de vida disciplinado, uma de suas primeiras tarefas deve ser enfrentar e eliminar qualquer tendência de apresentar desculpas. Segundo o escritor francês Francois La Rochenfoucauld "quase todas as nossas falhas são mais perdoáveis do que os métodos que concebemos para escondê-las". Se você apresenta várias razões para justificar sua falta de disciplina, observe que elas não passam de um monte de desculpas. Se você deseja progredir, precisa enfrentá-los.

Olhe sua agenda da semana passada. Quanto de seu tempo dedicou a atividades regulares e disciplinadas? Você fez alguma coisa para crescer ou melhorar profissionalmente? Participou de atividades voltadas à saúde? Dedicou parte de sua renda à poupança ou investimentos? Se você está deixando essas coisas de lado, dizendo a si mesmo que realizará todas mais tarde, deve trabalhar mais na área da autodisciplina.

Organize suas prioridades. Pense em duas ou três áreas de sua vida que considera as mais importantes. Anote-as juntamente com o tipo de disciplina que precisa desenvolver para continuar crescendo e melhorando em cada área. Elabore um plano para que essas ações adquiram uma periodicidade diária ou semanal em sua vida.

Livre-se das desculpas. Anote cada razão pelo qual você não foi capaz de cumprir sua disciplina. Leia as razões. Você deve recusá-las, pois são desculpas. Mesmo que um motivo pareça legítimo, encontre uma solução para superá-lo. Não deixe nenhuma razão que possa levá-lo a desistir. Lembre-se, só a disciplina é capaz e permitir que você obtenha o poder de realizar seus sonhos.

Daniel C. Luz

Autor dos livros Insight I e Insight II

DVS Editora

Comente

Assuntos relacionados: sucesso disciplina qualidade