Dicas para falar em público

Dicas para falar em público

Você fica extremamente preocupada com a opinião dos outros e se sente desconfortável em situações de exposição, de forma a prejudicar o trabalho e as relações interpessoais?

Se a resposta para esta pergunta for sim, você apresenta sinais de timidez. Mas, não confunda "ser" tímido com "estar" tímido em determinadas situações, principalmente quando é preciso falar em público.

A psicóloga e palestrante na área comportamental, Tália Jaoui, afirma que a timidez, apesar de não ser uma doença, pode afetar a qualidade de vida, dificultando tanto relações profissionais quanto pessoais.

"Porém, esta característica pode aparecer apenas em alguns casos, como um mecanismo de defesa criado para que a pessoa tenha tempo para avaliar a situação e agir com cautela", explica a especialista.

Podemos notar a timidez quando é preciso falar em público, seja na empresa, durante uma palestra, curso, ou até mesmo em uma conversa descontraída numa roda de amigos.

Para tentar driblar o problema, Tália orienta que é preciso primeiramente verificar qual parte de sua vida está sendo afetada por esta característica e se você está, de fato, sendo prejudicado por isso.

Após responder, determine-se a mudar e veja a transformação na sua mente. Faça um filme mental, por exemplo, você falando em público, interagindo, sorridente, calmo e tudo o que conquistará com isto.

"Se ainda ficar nervosa, faça imediatamente algo que a acalme: música relaxante, banho, alongamento... e volte ao treino. Finalmente, após ver o filme inteirinho na sua cabeça, treine em frente a um espelho, pegue uma câmera e filme você falando, analise quais gestos utiliza, como está sua voz. O importante é ficar confortável com a situação, feito isso, tudo irá melhorar", indica.

O principal desafio para falar em público é "fazer de conta" que está falando com um monte de amigos. Não tenha medo se não souber algo, curta o momento, troque energias e conteúdo.


"Treinar é o melhor método. Além disso, faça uma âncora, um lembrete. Por exemplo, se você fica balançando as mãos ou mexendo os dedos, experimente colocar um anel em um dedo que não está acostumado, ou o relógio em outro braço. Quando colocar esta âncora, imagine exatamente o que quer: ficar tranquilo, com os braços e mãos quietos e alinhados. Todas as vezes que for falar em público utilize esta âncora, respire fundo, explore os seus conhecimentos, divida experiências e boa sorte", conclui a palestrante.

Por Jessica Moraes

Comente