Cada um faz a sua sorte

Cada um faz a sua sorte

Tudo bem que existem pessoas aparentemente privilegiadas. São bonitas, inteligentes, ricas e crescem em famílias calorosas onde recebem amor e aprendem a amar e a serem amadas.

A maioria, no entanto, é feita de pessoas comuns. Gente que se depara com limitações e dificuldades de toda ordem. Pessoas que passam por traumas familiares, e sofrem violência de diversas espécies.

Enquanto os obstáculos enfraquecem a vontade de muitos, fortalecem os que estão determinados a superar as circunstâncias adversas. Quem se recusa a vestir a fantasia da vítima, tem acesso ao poder pessoal que vive em cada um de nós.

Na vida não existem fracassos, a não ser aquilo que você decide rotular com esse nome. Julgar uma experiência passada é projetar no futuro aquilo que não deu certo antes. É o mesmo que continuar a produzir as mesmas condições, o mesmo padrão de comportamento que já produziu dor, sofrimento e outros resultados que você chamou de fracasso.

Onde colocamos nossa atenção é o foco para onde dirigimos nossa energia. Se essa energia estiver voltada para o medo, ressentimento, a falta de esperança, é isso que se reproduzirá em nossa realidade.


Em vez de atribuir ao destino, ou à falta de sorte, é preciso se dar conta de que recebemos de volta a qualidade de atenção e energia que colocamos em movimento.

A única forma de transformar a vida a sua volta é transformando a si mesmo.

A colunista Jael Coaracy é escritora, personal e executive coach. Contatos - jaelcoaracy@gmail.com http://www.vaidarcerto.com.br

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?