Amizade é uma das faces da felicidade

Amizade é uma das faces da felicidade

Foto/Reprodução Myepicpet

Ao nos depararmos com as instabilidades da vida, em meio aos vendavais e aas tempestades, um amigo é a rocha sólida que nos acolhe e nos reconforta.

A amizade é terapêutica. Quem tem amigos, está comprovado pela medicina, vive melhor. Pesquisas científicas apontam que os que possuem amigos de verdade, tendem a ser mais felizes, saudáveis e a viver mais do que aqueles que não os têm.

A amizade é uma relação que se estabelece entre pessoas que se aceitam incondicionalmente, com suas qualidades e defeitos. Amigos se honram e respeitam a individualidade do outro.

Compartilhar experiências, e seguir pela estrada da vida ao lado de um amigo é uma das faces da felicidade.

Um amigo é alguém ao lado de quem você pode relaxar e mostrar suas vulnerabilidades, pois ele o (a) aceita como você é, sem críticas ou julgamentos. A um amigo você pode revelar seus segredos e seus medos. Conversar sobre tudo e sobre nada.

Diante de um amigo você pode ser quem é, com seus defeitos e limitações, pois sabe que não será criticado (a) ou julgado (a). Ele o (a) apoia e incentiva a seguir em frente quando você se sente inseguro (a) diante dos obstáculos.

Os laços que unem amigos são, ao mesmo tempo, delicados e fortes. Mas, como acontece com todos os vínculos de afeto, a amizade precisa ser cuidada.

Amigos se protegem e não permitem que futilidades e intrigas interfiram no bem estar da amizade. Mantém uma comunicação saudável e honesta, esclarecendo mal entendidos sempre que algum desconforto invade a relação.

A amizade é um elo mágico. Desperta o melhor da pessoa, é amor em movimento.

Verdadeiros amigos sabem que podem contar um com o outro em todos os momentos.

Um amigo torce por você e se empenha em fazer o que puder para ajudá-lo (a), sem esperar nada em troca. Não contabiliza favores, não faz de conta, não o (a) decepciona. Não causa constrangimentos, não deixa você na mão.

Não bastam afinidades, empolgação, teorias bonitas e boas intenções. A amizade requer confiança. Confiança é algo que se conquista através de ações, não de palavras.

Pessoas que costumam conhecer alguém e, do dia para noite, agem como se fossem amigos de infância, tendem a viver amizades ilusórias. A ligação exagerada entre pessoas que mal se conhecem é, em geral, baseada na carência e por isso, não se sustenta. É comum que os "novos amigos de infância" se afastem da mesma forma como se aproximaram.

Amizades consistentes são fortalecidas ao longo do tempo.


Nem as circunstâncias externas, nem a distância, diminuem o vigor da amizade. Mesmo separados fisicamente, você sabe que o amigo estará lá, por você. Assim como você por ele.

Cuide bem dos seus amigos. Eles são a família escolhida, tesouros que a vida nos dá.

A colunista Jael Coaracy é escritora, personal, executive coach e psicóloga com especialização em Terapia Racional Emotiva Comportamental. Contatos - jaelcoaracy@gmail.com http://www.vaidarcerto.com.br

Comente