Treinos para fazer durante a TPM

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
TPM Treinamento para mulheres

Foto: Divulgação

Sabe aquela sensação de que o mundo vai acabar antes da menstruação? Aqueles dias em que nós, mulheres, ficamos extremamente agressivas ou choronas? Pois é, chamamos esse período, carinhosamente, de TPM ou tensão pré-menstrual. Os sintomas são claros: cólicas, dores de cabeça, inchaço e a sensibilidade geral.

E foi pensando nisso que Adriana Piacsek, diretora técnica da Assessoria Esportiva TPM, criou um treinamento específico para as diferentes necessidades femininas. O projeto, além de visar à qualidade de vida, foca principalmente os diversos tipos de tensões pré-mentruais e os exercícios respectivos para cada mulher em particular. "O TPM (Treinamento para mulheres) surgiu há oito anos, devido à ausência do mercado de assessorias esportivas voltado para o público feminino", conta Adriana.

Sobre os diferentes tipos de TPM, a diretora nos explica: "Eles foram diagnosticados pelo médico Eliezer Berenstein, que faz um estudo específico nessa área". Para que fique claro, cada tipo de TPM começa com a letra que mais representa seu modelo, por exemplo, Tipo A, de ansiedade, Tipo C, de compulsão, e por aí vai. Sendo assim, vamos entender cada tipo de tensão e os exercícios necessários:

Tipo A

Predomina a ansiedade. O melhor é que se diminua o ritmo da corrida e enfatize o trabalho de alongamento, relaxamento e técnicas de meditação, o que pode colaborar para baixar os níveis de adrenalina.

Tipo C

Característica principal é a compulsão por doces e massas. Sendo assim qualquer atividade aeróbia deve ser mantida, inclusive a corrida, para que se elevem os níveis de endorfina e ocorra uma consequente diminuição da compulsão alimentar.

Tipo D

Predomina a depressão, recebe as mesmas recomendações que o Tipo C.

Tipo H

A retenção de líquidos é a característica principal, o que afeta muito a disposição da mulher e pode provocar enxaquecas. Neste caso apenas exercícios na água e drenagem linfática são aconselhados para aliviar os sintomas. Recebe esse nome por acompanhar hidromassagem e hidroginástica.

"Dependendo dos sintomas, podemos direcionar as atividades segundo as características de cada TPM", comenta Adriana. "Para aquelas que têm algum sintoma mais forte e que possa interferir na atividade física durante esta fase, tentamos amenizá-lo dosamos a intensidade do exercício". Dessa forma, se a mulher se sentir muito sensível em alguma área do corpo o exercício é reestruturado de acordo com seu bem-estar.

Vale lembrar que o projeto é voltado para todas as mulheres de qualquer idade e em qualquer período e que pretendem melhorar a forma física através da perda de gorduras, ou aperfeiçoar seu condicionamento físico.

A diretora esclarece: "Na verdade, independente do que elas procuram, acabam alcançando as duas coisas e melhorando em todos os aspectos, pois qualquer atividade física restitui a qualidade de vida da pessoa, que é refletida em seu humor, sono, estética, sexo, autoestima, entre outros fatores".


De acordo com Adriana, os resultados são excelentes, todas melhoram seus condicionamentos físicos, conseguindo correr cada vez mais distâncias em menos tempo. "Muitas melhoram também a sua forma física, e na maioria das vezes fazem trabalhos complementares com nutricionistas para alcançarem mais rapidamente o resultado".

Por Alessandra Vespa (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente