Treino contínuo X treino de alta intensidade: qual emagrece mais?

Treino contínuo X treino de alta intensidade qual

Foto: Nice One Productions/Corbis

Fazer treinos muito longos dentro de uma academia não é interessante para quem vive correndo contra o relógio, mesmo que a necessidade de emagrecer seja grande. Hoje o que mais se vê são academias apostando em treinos rápidos de alta intensidade, favorecendo as pessoas que alegam falta de tempo para se exercitar e ajudando quem quer aumentar o bem-estar e eliminar gordura.

Mas na hora de manter o corpo enxuto qual a melhor opção: fazer treinos contínuos e longos ou aqueles mais curtos e de alta intensidade? Para o Colégio Americano de Medicina do Esporte, organização que fomenta discussões sobre a prática da atividade física, a intensidade pode ser mais importante do que o tempo quando o assunto é eliminar gordura.

O professor Allan Menache, treinador do Core 360° Treinamento Funcional e Preparador Físico do Instituto Marazul - Medicina Esportiva defende as duas formas, pois cada uma tem a sua particularidade e ambas favorecem a perda de gordura.

Os treinos longos (acima de 50 minutos) e em ritmo mais moderado (entre 70 e 80% da frequência cardíaca máxima) promovem a queima de gordura pela predominância do metabolismo aeróbio, no qual o principal combustível são os ácidos graxos. Já os treinos intervalados de alta intensidade, além de oferecerem bons resultados na queima de gordura, são ideais para o aumento do condicionamento cardiovascular.

"Outra vantagem dos exercícios intervalados de alta intensidade é que eles têm um efeito residual mais intenso nas horas seguintes. Ou seja, eles aumentam o consumo de oxigênio pelos músculos após o exercício, havendo um esforço maior do organismo para restaurar o estado de repouso", explica o professor.

A escolha do tipo de treino depende das condições do aluno e da avaliação de um profissional de Educação Física. O contínuo é recomendado para quem está se adaptando à atividade, pois promove adaptações estruturais (perda de peso, diminuição no percentual de gordura) e funcionais que são importantes para todos.

Allan orienta que, antes da passagem de treino longo para um mais intenso, o aluno deve construir uma base sólida de condicionamento físico, que permita tanto um tipo de treino como o outro. "Corredores com objetivo de performance, independente das provas que disputem (5, 10, 21 e 42km), irão se beneficiar muito dos treinos intervalados de alta intensidade", diz.

Vários exercícios se encaixam num treino de alta intensidade. Temos corrida, ciclismo, natação e outras atividades cíclicas (quando os movimentos se repetem). Outras atividades enumeradas pelo treinador da Core 360° são as que favorecem os membros inferiores (saltos, saltitos) e os membros superiores (empurrões e puxadas de ação rápida).

Entretanto, os treinos de alta intensidade têm seus riscos, inclusive de infartos. Por isso, Allan ressalta que quem deseja iniciar um programa de atividade física, seja qual for, principalmente se tiver mais de 35 anos, histórico familiar de problemas cardiovasculares e objetivos de performance individual, deve procurar um médico de confiança para realizar exames clínicos e testes físicos. Eles vão avaliar não apenas o estado de saúde geral do aluno como também a sua predisposição a desenvolver alguma patologia durante o esforço físico.

Sobre as acusações de que os treinos intensos elevem os riscos de lesões e tendinite, o treinador faz ressalvas. Ele diz que muitos estudos concluem que as principais causas de tendinites, bursites e outras lesões relacionadas à prática esportiva se dão por uma série de fatores inter-relacionados.


"Entre eles estão execução de movimentos repetitivos com técnica deficiente, falta de força no CORE (centro de produção de força do corpo), trauma acumulativo e desequilíbrios musculares. Estes problemas estão muito mais relacionados ao tempo de prática (volume) no qual o individuo é submetido nestas circunstâncias do que necessariamente pela intensidade mais elevada da atividade."

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?