Treinamento funcional - já ouviu falar?

Treinamento funcional  já ouviu falar

Trabalhar vários músculos do corpo, ao mesmo tempo, por meio de exercícios que envolvem equilíbrio, força, flexibilidade, resistência, coordenação e velocidade. Essa é uma das definições que podem ser dadas para o treinamento funcional.

A prática tem como objetivo melhorar o desenvolvimento motor e o condicionamento físico do aluno, possibilitando uma melhora na execução dos movimentos sejam eles de outra prática esportiva ou para o cotidiano. Ou seja, incluir o treinamento funcional nas suas atividades físicas, para muitos tem o objetivo de evitar lesões e tornar o corpo mais inteligente, executando exercícios físicos com menor esforço e maior eficiência.

O principal foco desse treinamento é o core, a região abdominal e lombar. Com o fortalecimento desta área aparecem os benefícios, como ganho na forma física, coordenação motora, condicionamento cardiorrespiratório entre outros. O professor Cristiano Shiraishi, diretor da academia Personalty, destaca que esse treinamento visa aprimorar ou resgatar a eficiência do movimento humano.

Nos exercícios são utilizados equipamentos como corda, elásticos, bolas, halteres entre outros. Cristiano explica que os exercícios representam uma volta à utilização dos padrões fundamentais do movimento humano como empurrar, puxar, agachar, girar, lançar, entre outros. "Esse método é diferente, pois ele pode trabalhar vários objetivos em um único exercício, como por exemplo coordenação motora, agilidade, força, resistência e flexibilidade".

O interessante da prática é se adaptar as necessidades de cada um. Pessoas que passam o dia inteiro trabalhando sentada podem ter benefícios melhorando sua postura e com o fortalecimento do core evitam dores nas costas, por exemplo. Esse treinamento é muito comum também para atletas de ponta. "Quase 100% dos atletas de ponta praticam algum exercício de treinamento funcional. Por se tratar de uma atividade muito completa eles conseguem melhorar muito seu desempenho".

É interessante que seja realizado um treinamento individualizado para suprir a necessidade de cada pessoa. "Exercícios e posturas diferentes para cada tipo de pessoa podem trabalhar todos os grupos musculares do corpo, mas o mais exigido será sempre o core".


A indicação é praticar a atividade de duas a três vezes por semana. Dependendo do metabolismo de cada um, perde-se até 800 calorias durante o treino.

Por Larissa Alvarez

Comente