Tipos de alongamentos

Tipos de alongamentos

Vai começar a malhar agora? Para quem é iniciante, é imprescindível, antes de qualquer atividade física, fazer alongamentos. Antes e depois da atividade exercida. Existem alongamentos específicos, que são mais eficazes para determinada atividade.

É importante alongar os músculos considerando dois fatores: as limitações individuais e o tipo de exercício que será praticado. Comece pelos movimentos mais fáceis, do alongamento estático, e avance para modelos mais complexos. Vamos conhecer?

Alongamento estático - Esse é o tipo mais comum de alongamento, feito quando os músculos são esticados e você permanece numa posição estática. O tempo ideal desse alongamento pode variar entre 20 e 30 segundos, mais que isso é desnecessário. Alongar por mais de 30 segundos provoca um relaxamento dos músculos, prejudicando a produção de força rápida. Outra boa opção é fazer os exercícios de alongamento depois do treino de musculação. Além de melhorar a flexibilidade, você experimenta um relaxamento.

Alongamento dinâmico - ele é indicado para casos em que o ganho da flexibilidade melhora o desempenho esportivo. Fazer alongamentos dinâmicos - como a elevação dos joelhos, o agachamento e rotação de braços e tronco é sempre positivo, porque aumenta a mobilidade das articulações e a amplitude do movimento. Alongamentos dinâmicos devem ser realizados após um período inicial de aquecimento, feito a partir de movimentos curtos e deslocamentos pelo solo.

Alongamento passivo - Esse tipo de alongamento é feito com ajuda de algum aparelho, como uma faixa elástica ou até mesmo uma bola suíça. O controle do movimento também pode ser passado para outra pessoa, por isso é importante ter noção do seu limite e interromper o alongamento se sentir dores excessivas.

Alongamento específico - Mesmo que seja feito outro tipo de alongamento, deve-se, posteriormente, ser feito um alongamento específico para o tipo de atividade que será realizada. Para jogar futebol, por exemplo, vale flexionar e rodar o quadril para fora ou até dar alguns chutes. Dê preferência aos alongamentos com movimentos semelhantes aos do esporte que será realizado, isso minimiza o risco de lesões musculares e articulares.

Por Jessica Moraes

Comente