Quer perder calorias? Dance forró!

Quer perder calorias Dance forró

Foto: FreeDigitalPhotos http://bit.ly/JHVdLe

O mês de junho chegou trazendo com ele as folias típicas de São João. E para embalar os festejos, haja Forró! Apesar de muita gente se balançar ao som do estilo durante os 12 meses do ano, é nessa época que ele arrasta multidões para a pista de dança.

E se você é daquelas que tem uma preguiça enorme de malhar, a dança pode ser uma boa opção para modelar o corpo e perder calorias. Segundo Paulinho Rosa, proprietário do Canto da Ema, duas horas de forró lhe ajudam a perder até 1.100 calorias!

"O forró possui vários estilos: o xote, o xaxado, miudinho, o coco, o baião e o arrasta-pé. Com exceção do xote, que possui um ritmo mais lento, os demais são indicados para quem deseja gastar energia", comenta Paulinho. "Foram associados ao forró passos de outros ritmos, como rock e salsa, o que deu a ele ainda mais movimentação."

O profissional de Educação Física e Professor de Dança de Salão, Rodrigo Ferreira, conta que o forró universitário ajuda a queimar em média de 450 a 500 calorias. "Esse gasto depende de fatores como peso da pessoa, intensidade do exercício e duração", pontua.

Rodrigo lembra também que esse gasto calórico é quase o mesmo para um praticante iniciante ou avançado. "Ou seja, tanto passos básicos quanto os mais elaborados requerem o mesmo esforço". A dança trabalha os membros inferiores, sem exceção, braços e regiões da cintura, pélvica e abdômen.

Paulinho diz que o forró funciona como uma terapia e, durante os passos, as pessoas se esquecem dos problemas. "A dança também ajuda a diminuir a inibição. Você precisa tirar a pessoa para dançar e abraçá-la para fazer os passos. Como as bocas ficam próximas, os dois começam um papo". E completa: "O forró é democrático e reúne pessoas desprovidas de preconceitos. Dança-se de terno e gravata ou de bermuda e chinelo."

O professor afirma que o forró, dentre os gêneros musicais ensinados na dança de salão, é tido como o mais fácil. "Em poucas aulas, o aluno iniciante consegue arriscar alguns passos e até criar, proporcionando-lhe um ótimo exercício". Paulinho completa: "Há alunos aqui que fazem a aula e já vão para o salão treinar. Há outros que trocam a academia pelo forró e vêm aqui na casa três vezes por semana."

Mas será que forró tem contraindicação? "Pessoas com problemas de coluna ou de joelho deve ter cuidado", diz Paulinho. Rodrigo acrescenta: "Se o indivíduo possuir algum problema músculo-esquelético ou disfunções como hipertensão ou labirintite também deve evitar. Lembrando sempre que a intensidade quem escolhe é o próprio participante. Cada um deve saber seu limite."


No Canto da Ema as aulas acontecem às quintas e sábados, das 20h30 às 21h30, e aos domingos, das 17h às 18h. Os professores dividem os alunos entre iniciantes e avançados. Os preços são R$ 10 (mulher) e R$ 13 (homem) por aula. Quem participa das aulas tem desconto de 50% no preço do ingresso e não fica na fila.

Rodrigo dá aulas em várias escolas e também trabalha com aulas particulares ou para pequenos grupos, de até 10 pessoas. Para aulas particulares o valor varia entre R$ 80 e R$ 120 reais. E para grupos o preço começa em R$ 500. Um dos locais onde o professor de dança divide seu conhecimento é no Instituto de Artes Idea.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente