Pole Fitness - queime calorias e fique com a autoestima elevada

Modele o corpo com Pole Fitness

Praticar exercícios físicos regularmente é item obrigatório para as mulheres que querem manter a forma. Mas, cá entre nós, encarar aquelas aulas repetitivas de ginástica não é uma tarefa das mais fáceis. Então, se você se não anda muito animada com a malhação e quer sair da rotina, a novidade que promete esquentar as academias antes mesmo do verão chegar é o Pole Fitness.

Nunca escutou falar sobre a modalidade? Divertido e superdinâmico, o Pole Fitness é uma vertente do Pole Dance que valoriza mais os movimentos do que as coreografias sensuais, sem descartá-las totalmente, claro. Ou seja, para quem não acredita que é possível emagrecer e tonificar a musculatura de forma prazerosa, a aula detona em média 400 calorias, sendo que o gasto calórico aumenta conforme a dificuldade dos movimentos.

Segundo a professora de Pole Fitness Fernanda Polo, a queima calórica depende do esforço de cada aluna. "Aquelas que praticam os exercícios de forma repetitiva e sem paradinhas para tomar água ou descansar terá resultados mais rápidos. Quanto mais focada, mais rápido se aprende e mais calorias são perdidas!", ressalta.

Para quem tem como objetivo emagrecer, a professora explica que o ideal é praticar a atividade entre 2 a 3 vezes por semana, pois as aulas de pole fitness trabalham o corpo da mesma forma que uma aula de musculação. Então, o correto é que os exercícios sejam feitos de forma intercalada e contínua, exercitando os músculos em um dia e dando o dia seguinte para eles descansarem. "Treinando dessa forma é possível notar os resultados em apenas 1 ou 2 meses", garante.

Agora, se o seu problema é o sedentarismo, Fernanda afirma que apesar da atividade não exigir nenhum preparo físico especial, o alongamento e aquecimento antes e após os treinos não devem ser descartados. Ela ainda lembra que embora a modalidade possa ser feita por qualquer pessoa, independentemente de peso, idade, altura ou habilidades para dança, infelizmente ela possui algumas restrições: "gestantes, pessoas com problemas de coluna (principalmente no ciático) ou que possuam labirintite".

Por Paula Perdiz

Comente