Overtraining - o que é?

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
overtraining

Foto: Tetra Images/Corbis

Todo mundo sabe que fazer exercícios faz muito bem à saúde. Mas aquele velho ditado "tudo o que é demais faz mal" vale também quando o assunto é mexer o corpo. Tem até um nome para quando torna-se um vício: overtraining, e em uma fase extrema pode levar até a morte.

O ortopedista do Hospital São Luiz, Dr. Moises Cohen, explica que o primeiro passo a ser tomado, é reduzir as atividades, adequando-as ao ritmo ideal para cada um. Mas como saber se você está exagerando? Os primeiros sintomas são alterações no desempenho físico, perda do estímulo nos treinos e competições, sensação de fraqueza durante e após a prática dos exercícios, redução da coordenação motora, aumento da incidência de lesões, redução de peso, aumento do risco de infecções, como gripes e resfriados frequentes, alterações no padrão normal do sono. Ainda podem ocorrer, aumento da frequência cardíaca e consequentemente fadiga.

O exagero pode ainda levar a uma redução da imunidade, predispondo o organismo a uma série de infecções oportunistas, além de levar, em situações mais graves, a insuficiência renal e cardíaca. No entanto, Dr. Moises alerta que, para que isto aconteça, é necessário um extremo desequilíbrio metabólico entre, a prática da atividade e o tempo de repouso. "É importante ressaltar que, nestes casos, cuidado não deve ser tomado como um exagero".

Segundo o ortopedista, a explicação para o vício tem nome: endorfina. A substância é liberada durante e após a prática do exercício, o que promove um bem estar extremamente prazeroso. De imediato, as sensações adicionais são euforia e diminuição das dores musculares.

De acordo com Cohen, em média, para que a prática de atividade física seja considerada saudável, os exercícios devem ter duração de 40 minutos a uma hora e, serem realizados, de três a quarto vezes por semana, mas isso varia de pessoa para pessoa. O ortopedista aponta cinco dicas básicas para quem pretende praticar exercícios físicos com qualidade:

- Antes de iniciar qualquer atividade física procure um médico para uma correta avaliação

- Procure bons profissionais relacionados à área, como educadores físicos, fisioterapeutas e nutricionistas. Uma correta orientação é extremamente importante

- Evite a busca de resultados a qualquer custo e a curto prazo, pois são extremamente maléficos ao organismo


- Utilize materiais esportivos adequados, como roupas e calçados

- Respeite o seu limite e fique atento aos primeiros sinais relacionados ao excesso de treinamento

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente