Mantenha o equilíbrio

Mantenha o equilíbrio

Que tal começar desde já a praticar exercícios de equilíbrio? Com o passar do tempo, quanto se pratica esse tipo de atividade, mais sem mantém um bom equilíbrio que ajuda a evitar riscos de quedas.

À medida que se envelhece, os ossos vão ficando mais frágeis e as quedas podem causar fraturas, especialmente no quadril.

Existem muitas formas de exercício que desafiam e melhoram o senso de equilíbrio. Entre eles o tai chi, a ioga, a dança e até exercícios de fortalecimento da musculatura.

Mas engana-se quem pensa que esse tipo de exercício deve ser praticado no futuro. Quanto mais cedo começar, mais preparado para envelhecer você estará.

Alguns exercícios são bem básicos, que você pode fazer em casa mesmo. Fique de pé e levante uma perna ou caminhe colocando os dedos de um pé a frente do calcanhar do outro pé. Se você estiver começando, segure-se em alguma coisa enquanto tenta fazer isso. Depois, o objetivo será conseguir fazer esses exercícios por mais tempo sem se segurar em nada ou com os olhos fechados.

Outra forma bem simples de começar é dançando. A dança ensina a manter o equilíbrio exigindo a leveza no andar e consciência do seu corpo e dos movimentos que ele faz. Começe ligando o som da sua sala e depois inscreva-se em aulas de dança. Você obterá não só vantagens físicas mas também os benefícios psicológicos que ela propõe.

Uma das melhores atividades para melhorar o equilíbrio é o tai chi chuan. Um estudo com 256 pessoas fisicamente inativas entre 70 e 92 anos descobriu que fazer aulas dessa arte marcial chinesa por seis meses reduz o número de quedas pela metade se comparado a um grupo que fez exercícios de alongamento.

Com o tempo, aposte em trilhas naturais. Caminhar em terrenos desnivelados força você a pisar em cima ou ao lado de raízes, rochas e outros desafios. É a atividade perfeita para melhorar o equilíbrio.


Se possível, aposte futuramente em atividades que exigem mais movimento. Esportes como futebol, basquete, forçam os jogadores a andar para a frente, para trás e para os lados. Isso ajuda a desenvolver o equilíbrio e uma sensação de segurança em relação aos pés.

Por Jessica Moraes

Comente