LER - lesões por esforço repetitivo no trabalho

lesoes por esforços repetitivos no trabalho

LER, ou lesões por esforço repetitivo, é a principal causa de afastamento do trabalho, ocasionando um conjunto de doenças do sistema músculo-esquelético. É provocado por atividades repetitivas, como má postura e forma inadequada de execução de movimentos, entre outros fatores. Além disso, a genética e o estresse podem acentuar o problema.

O principal sintoma do LER é uma dor persistente, devido a um quadro inflamatório que irrita a musculatura, os tendões e os ligamentos. Mas, como na maioria das vezes a causa do problema não é eliminada, a dor se torna constante. Além da dor, outros sintomas são observados como formigamento, hipersensibilidade, perda de força na parte afetada e inchaço.

As áreas mais afetadas pelo LER são: pescoço, costas, braços, ombros, punhos e mãos. Este mal atinge, principalmente, os seguintes profissionais: músicos, bailarinos, digitadores, caixas, pintores, professores, carregadores, dentistas, nadadores, jogadores de vôlei, jogadores de basquete, tenistas. Enfim, pessoas que executam movimentos repetitivos, mantêm postura incorreta ou carregam peso em excesso.

O tratamento para o LER inclui infiltrações, fisioterapia, acupuntura, massagem, imobilização, cuidado de psicólogos, além de exercícios para o fortalecimento muscular e de alongamentos. Músculos fortes e alongados suportam mais as exigências do dia-a-dia. Por isso, a atividade física é considerada uma grande aliada na prevenção do LER.

Comente