Faça exercícios físicos com seu cachorro!

exercícios físicos com cachorro

Foto: Dilson Silva / AgNews

Ninguém abre mão de um pouco de motivação para fazer exercícios físicos, não é verdade? E se este estímulo vem do animalzinho de estimação, fica melhor ainda! Já pensou que suas saídas diárias com seu cão podem ser levadas mais a sério e fazer você perder peso e medidas de verdade?

Então em vez de sair de chinelinho e cara de poucos amigos pelas ruas, coloque uma roupa confortável, um tênis e vá fazer exercícios físicos com seu cachorro. "A melhor atividade para se fazer com o animal é a caminhada diária, com duração de 30 minutos, de manhã cedo ou no final da tarde para evitar o sol forte", orienta o Dr. Mário Marcondes, diretor clínico do Hospital Veterinário Sena Madureira.

Assim como o dono, que precisa procurar um médico antes de começar a se exercitar, o cão também precisa visitar o veterinário antes de se tornar um companheiro de atividades físicas. O médico vai auscultar o coração do animal, medir a pressão arterial e fazer um eletrocardiograma. Dependendo da idade do cachorro, pode ser pedido também um exame de sangue.

"Para quem já é esportista ou pretende fazer uma atividade mais ritmada as raças mais indicadas para companhia são whippet, labrador, golden retriever e pastor alemão. As pessoas mais idosas ou que pretendem fazer uma caminhada mais tranquila podem optar por um poodle ou yorkshire", diz Dr. Mário. A partir dos cinco meses de vida o cão já pode passear, pois já tomou todas as vacinas recomendadas.

Antes de começar a caminhada deixe o cão fazer as necessidades dele, caso contrário você terá que parar toda hora. E se o animalzinho quiser descansar no meio do percurso ou fazer mais um xixi, desconte essa pausa rápida do tempo total de caminhada. E outra informação importante: o dono deve entrar no ritmo do cão e não o contrário. Por isso, nada de amarrar a coleira do cão na bicicleta e sair por aí.


Diferente dos seres humanos, o cão não sua e mostra cansaço quando coloca a língua para fora e fica com a respiração ofegante. Nessa hora você deve fazer uma pausa. E sempre leve água para oferecer ao animal antes da caminhada, ao final e nas pausas, se houver. "É justamente para evitar que o cão não se canse demais que a caminhada deve ser feita em períodos de pouco sol. Inclusive a alta temperatura pode queimar as almofadinhas das patas do animal", alerta o médico veterinário.

Anotou as dicas? Então aproveite o clima ameno, divirta-se com o seu cão e diga adeus ao sedentarismo!

* Serviço: Dr. Mário Marcondes, diretor clínico do Hospital Veterinário Sena Madureira.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente