Exercícios aeróbicos combatem enxaqueca

A doença afeta de 2% a 3% da população geral
  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
enxaqueca-exercícios

Foto - Shutterstock

Quem sofre de enxaqueca passa por um verdadeiro pesadelo. Uma característica da doença, é que ela pode ter seus sintomas prolongados por até 15 dias de dores de cabeça. Para tratar desse problema um tratamento em potencial são os exercícios aeróbicos.

Segundo a pesquisa realizada no Ambulatório de Investigação e Tratamento da Dor de Cabeça (DITH), eles são eficazes no tratamento preventivo da enxaqueca crônica, resultando na redução da intensidade e frequência das crises. 

O estudo, analisou 60 pacientes de ambos os sexos com idade entre 18 e 50 anos, no período de junho de 2010 a julho de 2012, em dois modelos de tratamentos. Eles foram divididos em dois grupos de 30 pessoas orientados a: 1) praticar exercícios aeróbicos (caminhada ao ar livre/ 40 minutos/três vezes por semana) aliados à medicação preventiva e 2) utilizar somente a medicação, ambos por um período de três meses.

Os pacientes que realizaram exercícios receberam como instrumentos de acompanhamento um diário de dor de cabeça, folheto explicativo sobre os exercícios de aquecimento, planilha com o tempo de prática do exercício, Borg Scale (escala para classificação da percepção subjetiva do esforço) e a medição da frequência cardíaca no início e final da caminhada. 

Já os que se submeteram ao estudo apenas com medicação receberam somente o diário da dor. Ambos os grupos foram avaliados semanalmente através de contatos telefônicos da equipe avaliadora sobre a evolução das terapias propostas.

Para a orientadora do estudo e neurologista do Setor de Cefaleias do DITH/ Unifesp, Thais Rodrigues Villa, os resultados foram surpreendentes. Cinquenta pessoas chegaram até o final do estudo e houve redução na frequência da enxaqueca. A média de dias de dor no mês passou de 23 para 5 dias. 

“O exercício aeróbico de intensidade moderada, praticado regularmente, pode promover o relaxamento muscular, melhora do condicionamento cardiovascular e redução da frequência, intensidade e duração das crises de dor de cabeça. Mesmo com os exercícios realizados em casa, os pacientes tiveram resultados positivos, lembrando que, para a realização desse tipo de tratamento, é necessário o acompanhamento de um médico especialista”, explica a fisioterapeuta. 


Por Vila Mulher

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: enxaqueca tem cura