Dança do ventre melhora autoestima feminina

Dança do ventre melhora autoestima feminina

Foto divulgação

Além de queimar calorias e garantir fortalecimento muscular, a dança do ventre atrai as mulheres pelos benefícios físicos internos e psicológicos. Como a dança é extremamente sensual, a autoestima das praticantes dá uma guinada depois de algumas aulas.

Segundo a professora de dança do ventre Carina Forganes, a modalidade ajuda a tonificar a musculatura dos glúteos, quadríceps, panturrilhas e abdome, além de alíviar as cólicas menstruais, fortalecendo a musculatura intrauterina, preparando o útero para receber os bebês.

"A dança do ventre praticada regularmente tem muitos benefícios, tanto fisicos, quanto psicólogicos, pois estimula a autoestima da mulher, por ser uma dança extremamente feminina, realça sua feminilidade, levando ao bem estar físico e mental", explica a dançarina.

Praticante há quatro anos, a jornalista Bárbara Arruda utilizou a dança do ventre para dar a volta por cima após o fim de um relacionamento duradouro. Ela conta que sentiu as diferenças no corpo alguns meses após iniciar as aulas.

"Você descobre que pode fazer coisas impressionantes com o seu corpo, melhora muito a coordenação motora e ainda consegue perder peso, porque uma aula de uma hora bem feita perde em torno de 200 a 300 calorias, fora a sensação de rejuvenescimento", salienta.


Para a autoestima de Bárbara foi um grande ganho. "A sensação é de se sentir uma deusa poderosa. No momento que você está executando sua dança não há barreiras, regras, bloqueios, preconceitos, vergonha, medo. Tudo isso é deixado de lado e você entra em contato com que existe de mais profundo e bonito dentro de você. Você dança com a alma e essa dança é dedicada a pessoa mais importante de sua vida: você mesma."

Por Carmem Sanches

Comente