CrossFit: cuidado com as lesões!

CrossFit

Foto: Artiga Photo/Corbis

Em busca de uma silhueta enxuta em tempo recorde, o CrossFit e atividades inspiradas nele viraram mania. O treino entra na lista de novidades que fazem você sair correndo para a academia a fim de começar instantaneamente as aulas no pique total. Mas o CrossFit, por ser um treino pesado, pode causar algumas lesões quando mal praticado.

Essa modalidade de exercício combina levantamento de peso, ginástica olímpica e atletismo. E o personal trainer Ricardo Wesley Custódio conta quais são as lesões mais recorrentes: "As mais comuns são nas articulações dos ombros, devido aos movimentos que exigem grande estabilização e força, como os movimentos vindos do levantamento olímpico e da ginástica, e na lombar, devido à queda de qualidade na execução de alguns movimentos sobre fadiga, como o terra, arranco, arremesso etc.".

A culpa, na verdade, não é do CrossFit, mas da execução inadequada do movimentos. Como faz uso de exercícios funcionais de alta intensidade para garantir a perda calórica e definição dos músculos, fica difícil manter uma execução perfeita durante todo o treinamento, principalmente para quem começou a praticar há pouco tempo. "É nesse momento que as pequenas lesões ocorrem", afirma Ricardo.

Por serem fruto de má execução, essas lesões não são específicas do público "crossfiteiro", como eles gostam de se autodenominar. Esses ferimentos acontecem também com alunos de musculação tradicional, mas que realizam os exercícios de maneira incorreta. "A falta de orientação e/ou insistência do aluno em realizar o movimento com cargas e técnicas inadequadas são as grandes causas para os machucados", explica o personal.

A melhor forma de se manter longe das contusões é realizar um trabalho de base adequado, já que os movimentos do CrossFit requerem grande mobilidade e estabilização do tronco. Além disso, é necessário ter em mente que não só a prática dos WOD ("Workout Of the Day", parte principal do treino) vai levá-la a ser uma atleta melhor. É necessário o treino da técnica dos movimentos, por serem fundamentais para uma prática saudável e efetiva.

"Os limites do treinamento devem estar relacionados às questões posturais, sempre prezando pela boa execução. E o treinador deve impor os limites, já que, como em qualquer esporte, eventualmente peca-se pelo excesso", conta o treinador.


Também esteja atenta às academias licenciadas e aos profissionais que têm habilitação para ensinar a prática. Criada pelo treinador estadunidense Greg Glassman, há um mapa para encontrar as academias do mundo todo, basta entrar no site oficial (http://map.crossfit.com/) do treino. "Ou procure um profissional de Educação Física que trabalhe com treinamento funcional, pois ele, com certeza, estará habilitado a lhe ensinar os movimentos utilizados no CrossFit", diz Ricardo.

É indispensável que você saiba respeitar seu tempo nas atividades, não ultrapasse nas cargas e siga fielmente todas as recomendações de seu profissional orientador. Assim, com esforço e comprometimento, você conquistará o corpo dos sonhos, com 100% de saúde e nenhuma dorzinha.

* Serviço: Ricardo Wesley Custódio, personal trainer.

Por Juliany Bernardo (MBPress)

Comente