Corrida: benefícios do exercício, emagrecimento, roupa e tênis certos

Corrida emagrece mesmo? Qual a roupa e calçado certo para correr? Tire aqui todas as suas dúvidas sobre o esporte com a ajuda de profissionais!
corrida

Foto: iStock

Quando falamos de exercícios físicos quase sempre a primeira imagem que vem a nossa cabeça é uma corrida na esteira ou ar livre, não é mesmo? Talvez seja porque ultimamente essa modalidade vem ganhando muitos adeptos e conquistando espaços nas academias e treinos ao ar livre, já que pode ser realizada em qualquer lugar e a qualquer hora.

Há quem pense que é simplesmente colocar um tênis e correr, mas para praticar a corrida é preciso tomar algumas precauções, como passar por uma avaliação médica antes de iniciar o esporte, correr em uma intensidade e frequência certa para seu condicionamento (geralmente indicada por um médico ou educador físico) e  escolher o tênis certo para correr.


Os benefícios da corrida

benefícios da corrida

Foto: iStock

Tanto a caminhada quanto a corrida fazem bem para muita coisa, desde a liberação de uma substância chamada endorfina, responsável pela sensação de bem-estar até a melhora do sono e da saúde como um todo. Correr ajuda no controle da hipertensão, da diabetes e do colesterol, além de relaxar o corpo.

Curtiu? O esporte também tem benefícios cardiovasculares, visto que, uma hora de corrida intercalada com caminhada é capaz de queimar em média 500 kcal, o que ajuda na redução da gordura local. 

Corrida emagrece? 

corrida emagrece?

Foto: iStock

Não sozinha. Apesar dos benefícios, o exercício por si só não promove o emagrecimento a não ser que seja combinado com o treino correto e dieta balanceada. Nesses casos, é possível sim emagrecer com corrida. “Isso acontece por conta do ganho de massa magra, impacto metabólico positivo e um treino mais intenso de musculação, que juntos promovem um maior consumo de gordura no período pós-treino”, confirma o Personal Trainer Gustavo Mattos.

Diferença entre corrida e caminhada

corrida

Foto: iStock

Muitas pessoas acreditam que a corrida e a caminhada servem para a mesma coisa, mas, apesar de possuírem benefícios parecidos, os objetivos atingidos através de cada um dos exercícios são distintos. “Na hora da escolha, tudo depende do objetivo final: perda de peso, condicionamento físico ou ambos”, afirma a cirurgiã vascular Dra. Aline Lamaita, angiologista e membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. 

Se o objetivo é perder peso ou competir, a corrida é a melhor escolha. Na corrida, a capacidade de perda energética e, consequentemente, de perda de peso pode ser maior. Além de contribuir para a queima de gordura, o exercício ajuda a desenvolver os músculos e fortalecer o sistema imunológico. Porém, a corrida é indicada para pessoas que têm maior aptidão e um condicionamento físico melhor. 

Já se o objetivo é sair do sedentarismo ou preparar o corpo para atividades físicas mais pesadas, a caminhada é o ideal. Segundo a Dra. Aline, a caminhada protege mais o coração, por exigir menos esforço dele. O risco de lesões ao caminhar também é menor quando comparado a corrida. Além disso, a atividade auxilia no combate a osteoporose, protege contra infartos e pode ser realizada por um grupo maior de pessoas, como iniciantes, idosos e obesos.

Corrida profissional: dicas para quem vai correr em maratonas e provas

corrida profissional maratona

Foto: iStock

Agora, se você já está completamente familiarizado com a corrida, que tal disputar uma São Silvestre ou outra maratona? Se você tem o sonho de participar destas provas ao lado de atletas profissionais, confira algumas ficas do fisioterapeuta Osteopata, Rogério Queiroz, diretor da Escuela de Osteopatía de Madrid Brasil. O profissional enfatiza que pequenos ajustes nessa preparação podem maximizar o desempenho durante a prova e minimizar as dores pós-corrida. Confira:

1 - Corpo equilibrado é fundamental

Pequenas disfunções nas articulações, mesmo que não produzam dor, acabam obrigando o organismo a gastar mais energia e, com isso, as alterações sobre as forças aplicadas sobre tendões e músculos podem gerar dores no longo prazo. O tratamento dessas pequenas disfunções não só pode melhorar a performance, como diminuir os riscos de lesão e os desconfortos pós-prova. O ideal é consultar um profissional a fim de avaliar essas disfunções. 

2 - Otimize o seu metabolismo

Vai exigir do seu corpo? Então ele precisa estar pronto pra responder rapidamente. Para que cada célula do seu corpo receba facilmente todos os nutrientes que precisa, seus órgãos e vísceras devem estar funcionando da melhor forma possível – o que exige um bom equilíbrio do Sistema Nervoso Autônomo, que é subdividido em Sistema Simpático e Parassimpático. Eles são responsáveis pelo controle e regulação da atividade visceral. Se eles funcionam bem, as vísceras funcionam bem e o resultado é a otimização da performance corporal. Portanto observe como está seu trato digestivo. 

Qualquer anormalidade pode levar a problemas em outras áreas do corpo, especialmente quando o corpo é levado ao estresse, como numa prova de maratona. Dentro do tratamento osteopático é possível identificar alterações desses sistemas e trabalhá-los para um funcionamento mais próximo possível do ideal. Dessa forma, os atletas estarão em perfeito equilíbrio para correr. 

3 - Esteja com sua respiração otimizada

Um dos fatores mais importantes para a corrida é a boa capacidade de trocas gasosas. Para que sua respiração esteja no seu melhor estado, alguns fatores devem ser observados. Narinas e seios nasais devem estar desobstruídos; Pulmões devem estar com seu metabolismo otimizado (Sistema Autônomo mencionado acima); Músculos da respiração devem estar relaxados para funcionar da melhor forma possível. Por isso, é importante alongar e liberar tanto os músculos da inspiração quanto da expiração antes da prova. 

4 - Potencialize sua recuperação pós-prova

Existem vários tratamentos na fisioterapia para melhorar a recuperação após as competições, como banheiras com água e gelo, massagens, drenagem linfática e outros. Todavia, destaco o crescimento do trabalho craniano osteopático que facilita a entrada do estado parassimpáticotonia e, com isso, a recuperação energética e tecidual mais rápida do organismo.

Roupa para corrida

corrida roupas

Foto: iStock

A escolha da roupa certa para a modalidade pode afetar - e muito - seu desempenho.  Por isso, na hora de escolher sua roupa para correr é importante observar alguns atributos técnicos, como tipo de tecido, sua leveza, nível de ventilação do material, suporte muscular e o quanto facilita nos movimentos.

Ao escolher a roupa para corrida, leve em consideração:

  • A ventilação: o tecido precisa ser bastante transpirável para que você não se sinta mal enquanto corre
  • Tolerância ao tecido: procure vestir e testar malhas, tramas, panos e diferentes tecidos, para identificar se algum pode lhe causar coceiras, vermelhidão ou outras reações 
  • Visibilidade: quem corre durante a noite deve dar preferência aos itens com adereços brilhantes e que tenham bom reflexo. Roupas de cores fluorescentes também colaboram para aumentar sua visibilidade perante os demais enquanto se exercita.
  • O tênis certo para cada tipo de corrida:

    corrida tênis

    Foto: iStock

    Antes de pensar em comprar tênis que prometem fazer correções na sua pisada, usar palmilhas ou qualquer outro acessório dentro do seu tênis, consulte com um profissional especializado no assunto para uma avaliação específica do formato do pé, bem como da forma de pisar (tanto na estática quanto na dinâmica) orientando-o sobre o melhor calçado ou palmilha a ser utilizado. Essa é uma estratégia muito inteligente, pois, além de melhorar a performance, evita as lesões. O tênis pode ser um grande aliado e sua escolha deve ser a mais assertiva. 

    Cada tipo de corrida pede um tênis diferente. Veja aqui qual o certo para as suas necessidades de acordo com o portal GuiadoCorpo:

  • Corridas de velocidade: neste caso, o corredor precisa correr rapidamente e o tênis usado precisa dar condições para isso acontecer de maneira segura. Sendo assim, os calçados precisam ser leves e de alta performance, afim de proporcionar velocidade para o corredor.
  • Corridas de meia distância: no caso das corridas de meia distância, o corredor precisa de conforto e amortecimento balanceado. Também é indicado que os tênis sejam leves.
  • Maratonas: como neste caso o corredor percorre longas distâncias, o tênis ideal precisa dar condições de amortecimento e suporte. Por isso, o conforto e encaixe do tênis precisa estar adequado para que ele consiga completar as maratonas.
  • Corrida em trilhas: os tênis para corridas em trilhas precisa absorver os impactos e dar aderência no caso de terrenos instáveis. Neste caso, tênis precisa ter amortecimento elevado e oferecer suporte.
  • Corrida: vídeos no Youtube

    Por Thamirys Teixeira

    Comente