Wicca e a celebração do Halloween

Wicca e a celebração do Halloween

Ela pode ser considerada a bruxaria moderna e encontra cada vez mais adeptos por aí, que preferem ser chamados de ‘wicca’ mesmo, termo que deu origem a witch (bruxa, em inglês). A palavra significa dobrar, ou seja, mudar os acontecimentos, uma das funções da magia. "A bruxaria teve início há mais de dez mil anos, mas caiu no ‘esquecimento’ e ressurgiu por volta da década de 40 com o nome de Wicca". Quem explica é Claudia Dabajue, professora de Wicca.

Conhecida como Ramona (aquele que ensina) entre os wiccianos, a advogada desmistifica alguns mitos sobre a religião. “Ao contrário do que muita gente imagina, a Wicca não prega o satanismo nem o sacrifício de animais. Tem a intenção básica de cultuar e proteger a natureza, com a finalidade de trazer harmonia para o universo. Sua divindade principal é uma Deusa, representada pela Lua e pela Terra”, explica.

Depois de transitar por várias filosofias, a advogada descobriu a Wicca por acaso e passou a freqüentar os rituais conhecidos como sabbats em sítios no interior de São Paulo. Cada um celebra as mudanças das estações, que representam o amor e o renascimento.

Cláudia explica que o Halloween é um deles. “Na verdade é uma forma de recordar a festa dos povos celtas da Irlanda, Reino Unido e norte da França que festejavam o fim da colheita de verão e o início do Ano Novo. O nome Samhain, que mais tarde se tornaria Halloween, também era conhecido como Dia das Almas, em que acontecia o encontro do mundo espiritual e material”, esclarece.

Por volta do século 19, a celebração chegou aos Estados Unidos após a imigração dos irlandeses. O hábito foi incorporado à população americana que, baseados na tradição irlandesa e inglesa, começaram a usar fantasias e ir às casas para pedir comida ou dinheiro, uma prática que mais tarde se transformou no “trick-or-treat” infantil de hoje.

“Entre as bruxas, a festa é realizada sempre no campo. Quando não consigo comemorar em um campo aberto faço em casa mesmo. Abro as janelas, acendo as luzes, preparo algumas comidinhas e coloco nossas ferramentas, como o caldeirão, a colher de pau, o punhal, entre outros, e mencionamos os nossos encantamentos e ‘feitiços’, mas tudo para o bem”, conta.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: halloween ritual bruxas rituais

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?