Tire suas dúvidas sobre como criar mini-pigs

mini pigsanimais de estimação

Foto - Reprodução/DailyMail

O que George Clooney e Paris Hilton têm em comum? Os mini pigs! Sim, os dois famosos já tiveram seus porquinhos de estimação, de carne e osso! Os animais podem ser considerados pets e devem ser cuidados em ambientes amplos, onde passam fazer barulho.

Se você vive em apartamentos pequenos, ou que não permitem animais ou barulhos fora de hora, repense antes de adotar um mini pig. Apesar de ser a cara da fofura e, nas fotos, sempre estarem quietinhos, estes pequenos são donos de barulhos fortes que podem assustar qualquer vizinho!

Para cuidar do mini pig, os donos devem ficar atentos primeiramente à saúde do animal. Leve ao veterinário para cumprir com todas as vacinas necessárias e vermifugação - fique atenta, pois algumas doenças podem prejudicar seriamente a vida do pet e da família.

Alguns não se acostumam com a ração para leitões (conhecida como ração 801),encontradas em lojas agropecuárias ou em vendas de rações. Nesta situação, dê queijos que eles adoram! Evite dar restos de comida ao mini pig. Este tipo de animal necessita de uma alimentação balanceada que dê itens necessários ao desenvolvimento (por isso as rações são tão importantes; contêm os ingredientes ideais para a saúde e crescimento do porquinho).

Esteja sempre por perto de experts no assunto, ao adotar um mini pig. A escolha deve levar em consideração o peso, tamanho e espaço do ambiente. A maioria dos porquinhos vive em média 18 anos e, na vida adulta, atingem o peso máximo de 30 quilos. Normalmente, os animais têm de tamanho até 40 centímetros.

Os mini pigs são inteligentes, leais e responsáveis por boas risadas. Com o formato e hábitos, os porquinhos podem ser uma diversão para as crianças. Mas tome cuidado com a sensibilidade dos animais! Adote um pequeno porco, quando os filhos atingirem cerca de 6 anos - idade onde é possível mostrar aos pequenos o que pode e não pode fazer ao pet.

Para educar, é preciso ter paciência e já saber que os mini pigs têm aprendizagem contínua (pela vida toda) e, para compreender, precisam de uma educação bem persistente. Para adestrá-lo use da técnica de recompensa, feita com comida - se o animal fazer algo certo, ganha algum agrado em troca.

Vale reforçar que o animal detesta colos e só aprende por meio de repetições! Não se assuste se, ao pegar no colo, ele começar a emitir sons como berros. É natural do pequeno, pois não está habituado ao gesto. Para acostumá-lo, você deverá fazer o mesmo movimento várias vezes, buscando amenizar os ânimos com carinho. A mesma dica vale para o uso de coleira e trela (correia que prende a coleira). Eles também são delicados com a comida.


Comente