Sim! Brasileiros mostram criatividade na torcida durante a Copa

copa do mundo

Foto - Paulo Whitaker/Reuters

Que a torcida é brasileira, com muito orgulho e muito amor, já deu para perceber. Afinal, essa foi a música adotada pelos torcedores nos estádios durante os quatro jogos do Brasil até agora. O problema é que ela foi praticamente a única. E parece que a monotonia musical incomodou alguns.

Por iniciativa própria, alguns torcedores distribuiram panfletos com sugestão de letras de músicas para embalar os jogos durante a última partida, no Mineirão, de Brasil contra o Chile. Até alguns patrocinadores da seleção também distribuíram papéis com canções. No entanto, a iniciativa parece não ter funcionado muito bem. O grito "Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor" permaneceu.

Além da distribuição dos panfletos no portão principal do Mineirão, torcedores tentavam puxar músicas para embalar a seleção. Algumas delas eram adaptações de músicas famosas, caso de "Brasília Amarela" do grupo Mamonas Assassinas, que também já foi adotada nos estádios por torcedores do Flamengo e do Internacional.

Na tarde desta terça-feira (01/07), contrariando as críticas de que não incentivam muito a seleção em campo, a torcida brasileira suepreendeu durante o jogo de Suíça X Argentina. A maioria dos torcedores de lá eram argentinos e brasileiros e a provocação por meio das músicas rolou solta, mostrando que sim, temos criatividade. E no final, apoiando os suíços, ainda dava para ouvir gritos do tipo: "Eu sou de Genebra, com muito orgulho, com muito amor".

Sou brasileiro, com muito orgulho

O verso curto que ainda é hit nas arquibancadas, quando o Brasil ganha, foi criado em 1949 pelo paulista Nelson Biasoli, de 82 anos. Ex-professor do Colégio Progresso, ele participava das olimpíadas estudantis e escreveu a letra durante o confronto final, contra alunos alemães. A rivalidade principalmente por conta da Segunda Guerra, foi a inspiração para o hino. De lá para cá, o autor recebeu do Ecad mais que R$ 11,5 milhoes, isso contados os últimos 8 anos.


Por Helena Dias

Comente

Assuntos relacionados: música criatividade torcida estádio