Salto alto: não sou obrigada!

O uso do salto alto vem sendo questionado por mulheres de todo mundo. Entenda o porquê!
Salto alto: não sou obrigada!

Foto - Reprodução

Aos poucos, as mulheres conseguem se libertar de antigos padrões de pensamento e de comportamento que permeiam até mesmo o modo como a ala feminina deve se vestir em certas ocasiões. Um dos fatos que chamou a atenção para isso foi o caso da britânica Nicola Thorp. Nicola fez um post em seu perfil no Fcebook  no final de 2015, que viralizou e ganhou grandes dimensões, além de muito apoio. Depois de se recusar a usar salto alto por nove horas seguidas em seu trabalho, a britânica foi dispensada pela empresa onde trabalhava como terceirizada. 


Indignada e alegando sexismo, Nicola, que é atriz, entrou com uma petição (que já atingiu 120 mil assinaturas) no parlamento inglês para impedir que as empresas continuem fazendo exigências qual relação ao tipo de calçado que seus funcionários usam.

A discussão ganhou força após uma denúncia feita por uma garçonete canadense, Nicola Gavins, que postou nas redes sociais uma foto de seus pés sangrando, justamente por ser obrigada a passar horas do dia trabalhando de salto alto. Na postagem, Nicola confirma que chegou a perder a unha de um dos dedos dos pés por conta do uso do sapato apertado e de salto alto

salto alto

Foto - Reprodução

Agora, a luta pela não obrigação de uso do salto, não importa a situação, foi apoiada por celebridades como Julia Roberts, Kristen Stewart e Sasha Lane, que na edição do Festival de Cannes deste ano fizeram questão de desfilar no tapete vermelho descalças. Elas também posaram para fotos sem uso de calçados e mostraram que elegância e atitude não dependem do salto.

Por Renata Branco

Comente