Roteiro para viajantes fãs de Beatles

Beatles

London Palladium Theater - foto: reprodução

Quando se viaja para Londres ou Liverpool, a Abbey Road ou o The Cavern Club - local onde os Beatles fizeram seus primeiros shows - são paradas obrigatórias para todos os viajantes. Mas para os "beatlemaníacos", o portal Hoteis.com criou um roteiro com dicas de tours e outros destinos pela Europa onde eles se apresentaram e que tiveram impacto na carreira dos músicos. Veja e escolha o seu destino!

Liverpool - Os viajantes podem participar de tours que mostram lugares que marcaram a história do quarteto, como por exemplo Penny Lane e Strawberry Fields e as casas onde viveram John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr. Vale também visitar o Beatles Story, um museu que mostra a jornada da banda desde seu surgimento até a Beatlemania. A cidade onde nasceu a banda também é palco da Beatleweek, realizada no final de agosto. O evento recebe bandas covers de vários lugares do mundo, com performances, venda de souvenirs e palestras. Para ter uma experiência completa, a dica de hospedagem é o Hard days Night Hotel, um hotel boutique perfeito para quem ama a banda e aprecia excelente serviço. Diárias a partir de R$ 291.

Londres - O destino tem uma série de atrações que vão muito além de Abbey Road. Por exemplo, o London Palladium Theater foi local de transmissão da performance de 1963 que, por causa do frenesi entre as fãs, criou o fenômeno da Beatlemania. Outro ponto interessante é o Trident Studios, onde o quarteto gravou "Hey Jude" em 1968. Artistas como Queen e Rolling Stones também utilizaram o local, que é aberto para visitação e oferece visitas guiadas. Vale a pena ir até 3 Savile Row. Esse é o endereço do último show dos Beatles, realizado no telhado da Apple Records, em janeiro de 1969. Se os viajantes quiserem participar do London Walk Day Tour, uma opção de hospedagem próxima da atração é o Marriot London Park Lane, a R$ 915 a noite.

Hamburgo - Em 1960, os Beatles foram para a cidade alemã onde ficaram por quatro meses. Esse período é considerado um marco que transformou a banda. É possível fazer tours e seguir os passos do quarteto pela cidade e também conhecer o arco que foi para do álbum "Rock’n´Roll" de John Lennon. Para os mais independentes, vale fazer uma caminhada por Reeperbahn, bairro com muitas casas noturnas onde se apresentavam. Para alguns shows, os músicos ficavam no Hotel am Schloss Ahrensburg que fica em uma cidade próxima de Hamburgo. Hoje para se hospedar no local, o valor da diária é de R$ 222.

Paris - A capital francesa foi uma das cidades incluídas na turnê final da banda em 1965. O quarteto de Liverpool tocou no Palais des Sports. O local foi construído em 1960 com capacidade para 4.500 pessoas e tem um dome com a estrutura mais leve do mundo feita de 1.100 painéis de alumínio. Há 50 anos, os Beatles também fizeram muitos shows no Olympia Theatre, a mais antiga sala de espetáculos em Paris. A dica de hospedagem é o hotel Oceania Paris Porte de Versailles, que fica na mesma área do Palais des Sports, com diárias R$ 356 a noite.


Madri - Na Espanha, o quarteto teve como palco a Plaza de Toros de Las Ventas, onde fizeram apenas um show. O local é considerado a maior arena do país, com capacidade para 25 mil pessoas, e recebe touradas até hoje. Além de acompanhar a corrida de touros, é possível fazer visitas guiadas e conhecer o Museo Taurino, que passou por uma reformulação no acervo mostrando a história das touradas e, com isso, a do próprio país. Quando os Beatles chegaram a Madri, foram direto para o hotel Gran Melia Fenix, onde ficaram em quatro suítes (123, 223, 323 e 423). A diária sai a partir de R$ 473.

Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: viagem bem estar viajar beatles