Quer uma carona? Conheça a carona coletiva!

Conheça a carona coletiva

Cada vez mais tem se pensado em como aumentar a sustentabilidade do planeta. Desde o meio ambiente até o cenário econômico, pessoas vêm criando maneiras novas de conviver sem agredir violentamente a natureza. Um jeito simples que vem tomando conta da consciência dos cidadãos brasileiros é a carona coletiva.

O principal cenário da divulgação dessa nova prática (nem tão nova assim) é a internet. Sites, muito bem criados por sinal, têm sido propagados em prol da diminuição do tempo que se gasta dentro de um carro, da melhor qualidade do ar brasileiro e, quem sabe, fazer novas amizades.

É o caso de Fernando Dória, o engenheiro de 35 anos, que criou o Carona Brasil. A idéia surgiu no meio do congestionamento: "Um dia eu estava no meio do trânsito e comecei a reparar que praticamente todo mundo estava sozinho dentro do carro. Pensei que se algumas pessoas estivessem dando carona ia ser mais tranquilo".

E então, em dezembro de 2008, Fernando criou o site que abrange o país inteiro e já conta com 16 mil usuários, sendo 50% só de São Paulo. "A adesão podia ser bem maior já que existem cerca de sete milhões de carros só em São Paulo", revela o engenheiro. "Porém o site está crescendo, são em média de 30 a 40 cadastros novos por dia", conclui.

Quem achou a ideia boa, fique sabendo que existem outras páginas que também oferecem carona com a ajuda do clique do mouse. É o caso do Caronetas, lançado em fevereiro de 2011, que integra colaboradores de empresas e centros de forma segura, prática e gratuita e tem como meta tirar 100 mil carros das ruas até o final deste ano.

Outro site, mais engraçado e talvez mais popular pelos internautas da rede, é o Vá de Galinha. Assim como os outros dois já citados, este projeto também tem como objetivo incentivar o hábito de deixar o veículo em casa. Porém, de forma bem mais engraçada e descontraída, o site brinca com os "caroneiros". Criaram a página do "Abaixo-assinado fotográfico", como eles chamam, que tem a foto de todos os integrantes, emoldurados com uma galinha.

"São Paulo está com um trânsito cada vez mais complicado, o governo precisa adotar medidas para melhorar essa questão, enquanto isso, o cidadão precisa encontrar formas para uma melhor mobilidade", afirma Belloyanis Monteiro, coordenador de Mobilização da SOS Mata Atlântica, ONG que criou o Vá de Galinha. O nome do projeto veio da ideia de que atualmente a velocidade média de um carro na hora do rush, em São Paulo, é de 15km/h, ou seja, 1km/h a mais que uma galinha.

O site da SOS Mata Atlântica publicou que: um milhão de pessoas deixando o carro em casa pelo menos uma vez por semana e percorrendo 11,5 km de bicicleta, são 100 mil toneladas de CO2 a menos por ano. Lembrando que esse gás, o dióxido de carbono, é um dos responsáveis pelo efeito estufa, o aquecimento global e a inversão térmica, ou seja, tem papel fundamental nas mudanças de clima do nosso planeta.

O Caronetas e o Carona Brasil também têm projetos de carona para empresas ou grupos grandes que procuram ir para um mesmo local diariamente. "Hoje em dia trabalhamos com seis empresas, são quase dois mil funcionários", conta Fernando.


Esses três sites não têm fins lucrativos e sem patrocínio não conseguem ganhar dinheiro algum. É nessas horas que vemos que a positividade ainda pode ser encontrada por aí, mesmo que escondida. "Ganhamos apenas menos estresse, trânsito e poluição. Essa é a nossa satisfação", explica o engenheiro.

Agora que você já tem todas as dicas para ajudar o meio ambiente, economizar no bolso e quem sabe fazer grandes contatos entre uma carona e outra, basta participar. Para isso entre em um dos sites, faça o cadastro preenchendo todos os requisitos necessários e pronto, você já pode sair "caronando" por aí!

Por Alessandra Vespa (MBPress)

Comente