Quando vale a pena comprar um iPad?

Quando vale a pena comprar um iPad

Foto: Divulgação

Os tablets estão conquistando cada vez mais o desejo dos brasileiros. Pensando bem, tem algo melhor do que fazer parte da era tecnológica da forma mais livre e simples possível? Apenas com o toque da ponta do dedo é possível navegar pelo mundo inteiro, interagir com as pessoas que estão distantes e se entreter!

Aproveitando que o novo iPad foi lançado recentemente no Brasil, vale a pena refletirmos se comprar um tablet da Apple é algo vantajoso.

Valor

No ranking de países que vendem o aparelho no preço mais caro o Brasil é dono do topo. Nos EUA, para termos uma ideia, a Apple cobra cerca de R$ 960. No México, o valor é de R$ 1.110. Já aqui, no país do samba, a brincadeira sai por nada menos do que R$ 1.549, podendo chegar até a R$ 2.099. É mole?

Renato Filipov, professor de tecnologia do Senac, comenta: "Vale muito a pena comprar, para quem tem possibilidade, no exterior. Até mesmo se você pagar o imposto da alfândega, sai mais barato".

Internet

"Usar a internet 3G, que é a telefonia móvel, pode ser meio ruim. O ideal é que a pessoa que tem iPad faça uso de Wi-Fi, uma rede mais veloz", explica o profissional. Vale lembrar que o Wi-Fi é aquela rede captada por um roteador, ou seja, em casa mesmo você pode utilizá-la. Já a internet 3G é oferecida pelas operadoras de telefonia móvel.

iPad (iOS) x Android

Para quem não sabe, Android é outro sistema operacional para celulares. Não é nada complicado. Imagine que um computador não pode rodar sem um sistema, no caso o mais conhecido, Windows. Nos aparelhos telefônicos portáteis é a mesma coisa. Atualmente o Android compete diretamente com o sistema da Apple para iPhones e iPads, o iOS.

Para Renato, em uma nota de 0 e 10, o iOS leva 8 e explica: "Eu sou muito fã de Android, é uma briga boa. Em termos de agilidade o Android é melhor. Porém, o iPad tem ferramentas melhores". E acrescenta: "Ver vídeos no iPad é sensacional!".

Para que ter um iPad?

"É bom pelo entretenimento, jogos e atividades de lazer que vão para crianças de dois a três anos até marmanjos como eu", garante o professor. "Você também tem e-mail, consultas, leituras, a parte profissional, tudo na palma da mão", conclui.

Vantagens

Renato deixa claro que o aparelho é muito intuitivo: "Eu já vi crianças de dois, três anos usando, assim como a minha mãe, que tem 60, também. Ter um iPad é ter uma nova experiência de tecnologia."


O profissional ainda deixa claro que mesmo que você seja um novo usuário, que não tenha contato algum com tecnologia, vai conseguir mexer no aparelho: "É algo fácil, apenas com a ponta do dedo você consegue usar!".

Conclusão

"Você não precisa de um iPad antes de ter um. Depois que você tem, você vê que precisa e não vive mais sem", afirma Filipov.

Por Alessandra Vespa (MBPress)

Comente