Programa estadual visa hábitos alimentares infantis

alimentaçãofilhos

Foto - Shutterstock

Biscoitos recheados, macarrão instantâneo, sanduíches de fast-food e brigadeiros estão na dieta da maioria das crianças. Com o objetivo de alertar para os riscos do consumo exagerado de alguns tipos de alimentos industrializados, surgiu a ação "O que os olhos não veem o coração não sente".

Pertencente ao programa estadual Meu Pratinho Saudável - voltado para crianças de seis meses a 10 anos - a ação nasceu a partir de uma pesquisa do Estado de São Paulo, onde foi revelado que uma cada quatro crianças paulistanas é obesa. O levantamento avaliou 476 crianças de 2 a 9 anos.

"O que os olhos não veem o coração não sente"

Nutricionistas do programa Meu Pratinho Saudável, parceria do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP com a LatinMed Editora em Saúde, darão plantão na Escola Estadual Deputado Augusto do Amaral nesta segunda-feira, 19 de maio, a partir das 9h, para ensinar crianças e adolescentes quanto de açúcar, sal e gordura têm nos alimentos que eles costumam comer no dia-a-dia.

Além de mostrar os alimentos, a equipe do Meu Pratinho Saudável levará sacos transparentes com zip contendo sal, açúcar e gel de cabelo (para imitar a gordura). As nutricionistas irão mostrar o equivalente da quantidade desses nutrientes referentes um mês e a um ano do consumo diário dos alimentos.

Antes de ensinar os alunos, as nutricionistas vão incentivá-los a adivinhar quanto de açúcar, sal e gordura têm nos alimentos mostrados.


Por Vila Mulher

Comente