Pessoas solitárias podem morrer mais cedo

Estudo mostra que estar só pode fazer mal à sua saúde
solidão

foto: Shutterstock

O título pode soar alarmante, mas é o que apontam estudos recentes. Pessoas que se isolam da vida social tem 30% mais chances de morrer mais cedo que pessoas que mantém um contato social com certa regularidade.

Não se isole totalmente! Por mais que você goste de ficar sozinha e se sinta bem com isso, a pesquisa da Universidade Brigham Young mostra que a solidão exagerada é um problema de saúde pública, que deve ser levada tão a sério quanto à obesidade!


Melhor só que mal acompanhada? Tudo bem que você pode ser a sua melhor companhia, mas há momentos que a gente realmente precisa de alguém por perto.

Mas também vale acompanhar a análise dos pesquisadores, que observaram que a solidão pode ter vários formatos e também circunstâncias.

Pode ser pior para uma pessoa de meia-idade que mora sozinho há anos (mesmo com um bichinho de estimação), ou para um jovem que mesmo cercado de pessoas se sinta muito sozinho, que para um idoso que vive sozinho em função da morte do cônjuge, e não tenha necessariamente vivenciado um longo tempo de isolamento social, por exemplo.

Segundo os pesquisadores, embora morar sozinho possa oferecer conveniências e benefícios, a saúde física não está entre eles. Por isso, observe se você não está se afastando demais do contato humano!

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: solidão pesquisa