'Está morta para mim': diz pai de garota que saiu com amigo negro

"Se você quer se misturar com sub-humanos, vou te tratar de acordo", disse o pai, ameaçando não pagar mais a faculdade da filha
pai-racismo-formatura-amigo-negro

Foto: Reprodução/Twitter

Anna Hayes mora em Lake Village, no Arkansas, Estados Unidos, e, recentemente, se formou no ensino médio. Seu par para o baile de formatura foi Phillip Freeman, um amigo negro - mas a decisão não agradou seu pai e levantou uma onda de indignação por conta de seu racismo.

Anna contou ao Buzzfeed que, quando criança, morou um tempo com seu pai depois que ele e a mãe se divorciaram, mas logo ela decidiu morar com a mãe. Desde então, o relacionamento entre Anna e o pai nunca foi muito bom.


O pai de Anna sempre se mostrou racista mas, quando criança, ela não entendia muito bem. "Ele era racista perto de mim quando eu era criança e ainda morava na casa dele, mas eu nunca entendi exatamente o que significava ser racista", disse. "Ele me disse que, se algum dia eu namorasse um cara negro, eu estaria morta para ele", completou.

Então, quando ele ficou sabendo que Anna tinha ido ao baile de formatura com Phillip, resolveu mostrar toda sua revolta. No dia seguinte ao baile, após ela ter postado diversas fotos com o amigo, recebeu mensagens de ódio do pai.

[/htm]

"Chega, eu não irei na sua colação de grau nem pagarei pela sua faculdade. Vá viver com os pretos", escreveu ele. "Nunca mais entre em contato comigo. Vou cancelar seu plano de celular na segunda. Você não pode fazer isso, chega".

pai-racismo-formatura-amigo-negro

Foto: Reprodução/Twitter

Anna então disse que não havia feito nada de errado, e ele respondeu: "Cale a boca, você não tem mais o direito de falar comigo. Vá viver com os pretos de m***a. Já tirei suas fotos da parede. Vá para o inferno. O que há de errado com você? Vou cancelar seu telefone e seu plano de saúde. Chega. Se você quer se misturar com sub-humanos, vou te tratar de acordo", escreveu.

A jovem disse ao Buzzfeed que se sentiu muito mal pelo que o pai disse e que não entende o ódio. "Não consigo acreditar como alguém pode odiar tanto outra pessoa que nem conhece, só por causa da cor da pele", disse Anna.

Anna enviou as mensagens para Phillip, que resolveu compartilhar os prints em suas redes sociais.

[html]

Uau, bem aqui no bom e velho Arkansas'

O Buzzfeed tentou contatar o pai, mas não obteve retorno. 

Comente