O jovem brasileiro nas redes sociais

O jovem brasileiro nas redes sociais

Uma pesquisa realizada pelo Núcleo Jovem da Editora Abril, Sondagens, investigou os jovens brasileiros, de 15 a 24 anos, que utilizam as redes sociais. Este estudo atualizado apontou algumas características e comportamentos destes jovens. A pesquisa revelou que os jovens acessam as redes sociais todos os dias, estando online pelo menos uma hora por dia.

O jovem tem uma relação intensa com as redes sociais. Elas fazem parte de sua vida e relacionamentos sociais. 10% ou mais deles afirmaram que não conseguiriam ficar sem acessar as redes, cerca de 10% só conseguiria ficar desconectado por um dia e 20% só ficaria offline no final de semana.

Segundo a pesquisa, as redes sociais são importantes para os jovens, pois lá eles se atualizam e interagem. As redes sociais preferidas dos jovens são o Twitter, que está na frente para os jovens, inclusive no uso para se relacionar com marcas e empresas; o Facebook é a rede dos aplicativos e jogos, já o Orkut faz mais sucesso entre os de menor idade para postar fotos, vídeos e mensagens particulares. O Facebook é usado para as mesmas atividades, porém pelos mais velhos. Quanto à privacidade, os jovens não estão seguros em divulgar algumas de suas informações, mesmo no caso de cadastros e compra de créditos para jogos.

Os temas mais buscados pelos jovens segundo a pesquisa são: música, entretenimento e jogos. Já os mais velhos buscam temas como computadores e internet, além de ciências e história. Entre 18 e 24 anos os jovens buscam ler notícias e informações, compartilhar e indicar links e postar mensagens particulares. Os mais jovens curtem mais os aplicativos e games.


Quando o assunto é compras os jovens preferem interatividade como promoções, jogos, aplicativos e testes. Grande parte dos jovens faz pesquisas nas redes sociais antes de comprar, mas não há marca que tenha grande destaque nelas. Grande parte diz não ser impactado por publicidade em redes sociais, porém quase 70% fazem pesquisas nas redes antes de comprar um produto ou serviço. Os jovens preferem interatividade como promoções, jogos, aplicativos e testes.

Por Catharina Apolinário

Comente