Mulheres extra size!

Mulheres extra size

Janaina Souza, modelo Plus Size. Blog Beleza Plus Size.

Não é de hoje que a beleza magra é um produto desejado por muitas mulheres e super estimado na feira das vaidades femininas. Mas para tantas outras, a magreza é apenas mais um atributo, assim como ter olhos claros ou cabelos cacheados. E para essas, o atributo passa longe desse desejo doentio da imagem.

Como todas as mulheres sob a face do planeta, a pedagoga e acadêmica em Direito Luciana Almeida se sente insegura com suas formas. Não por ser gorda, mas por ser mulher. "Não sou satisfeita com meu corpo e considero que ninguém o seja. Somos imperfeitos e sempre desejamos mais e melhor. Isso faz parte do ser humano", afirma. E se você acha que ela gostaria de ser magricela? A resposta é um sonoro ‘não’.

A publicitária Alcione Ribeiro, blogueira do "Poderosas Gordinhas", também faz parte desse grupo. "Se eu disser que sou 100% satisfeita com o meu corpo estarei mentindo, porque mulher nenhuma é. Nem mesmo as mais belas, de corpos esculturais, são plenamente satisfeitas. Mas sou feliz como sou, com minhas gordurinhas e formas arredondadas, aprendi a me amar desse jeitinho aqui".

Atitudes como a de Luciana e Alcione são comuns entra essas mulheres que aprenderam a se aceitar do jeito que são, mesmo sofrendo com os comentários maldosos e irônicos. "Pessoas preconceituosas e de mente pequena sempre irão existir, então não vale a pena se desgastar por tão pouco", fala Alcione.

O recomendado pelas meninas é simplesmente ignorar a maldade alheia. "Quando você rebate os tornam mais fortes e isso é besteira. Mas quando reagimos com total indiferença, os comentários se tornam fracos e você os derruba num piscar de olhos", diz Alcione. "Pessoas assim não merecem nem o seu olhar triste pelo comentário falado", completa Janaína Oliveira, modelo Plus Size por profissão e blogueira do "Beleza Plus Size".

Janaína conta que situações de insulto são comuns, mas não a abalam. "Esse dias mesmo, em uma balada, tinha um rapaz querendo se aproximar de mim, só que eu não estava afim, então eu me afastei e disse que não. Pronto, bastou isso, para ele dizer ‘sua gordinha metida’. Mas não me senti mal por isso. Me senti feliz, por não ter conhecido uma pessoa assim, fraca", comenta a modelo.

Astral tamanho GG

Qual a fórmula mágica para toda essa alto astral? O segredo delas para sempre manter a auto-estima é bem simples e pode-se resumir em uma frase: viva para você e não para os outros. "Costumo dizer sempre ‘eu me basto’, porque a minha felicidade e auto-estima não pode depender de mais ninguém além de mim mesma", afirma Alcione.

Além disso, conviver com pessoas que lhe agradam pela personalidade e lhe tratam como igual - e não como inferior -, deve ser regra, para qualquer tipo de relação. Como sugere a também modelo Lorena Moraes: "Procure sua turma".

E isso também vale para os relacionamentos amorosos. "Quando você anda com uma pessoa que não gosta de gordinha, ela só vai ficar pedindo para você emagrecer, dizendo que é feio ser assim, colocando automaticamente sua auto-estima lá em baixo. Já quando você anda com uma pessoa que gosta de gordinhas, acontece o olhar de admiração", afirma Lorena.

Janaína Calaça, blogueira do "Gordinhas Lindas", nunca teve problemas na parte amorosa. E o segredo foi se amar antes de tudo. "Quem se esconde, acaba ficando sozinho, muito mais por conta de não ser visto do que propriamente por ser gordinho", conta. "A partir do momento que me senti mais segura com meu corpo, aprendi a ter ao meu lado apenas as pessoas que realmente me interessavam e me atraíam, tanto do ponto de vista estético como e principalmente pela personalidade".

Dê olho na saúde

Quando o assunto é saúde, o cuidado com as comilanças é unânime. "nem todo magro é saudável, e nem todo gordo está com a saúde ruim". A frase é de Lorena, que afirma que gordinhos sabem se cuidar e, muitas vezes, mais do que os magros.

Alcione, por exemplo, toma muito cuidado na hora da escolha dos alimentos. "Não me privo de comer uma sobremesa, mas também não tenho uma dieta à base de hambúrguer e fritas. Aprendi a me alimentar e saber o que me faz bem e hoje sou uma gordinha saudável, que ama seu corpo e sabe cuidar bem dele", afirma. Além disso, faz exames regulares para manter tudo em cima. "Faço acompanhamento da pressão arterial, diabetes, etc", conta.

Já Luciana mantém sua saúde se alimentando bem, tomando bastante líquidos, inclusive chás e se exercitando regularmente. "Faço caminhada três vezes na semana por quarenta minutos, me alimento com a ração humana (bioração), tomo chá verde, chá branco e chá preto, bebo bastante água e evito alimentos adocicados ou o uso excessivo de sal", conta. Mas, mesmo com todos esses cuidados, não passa vontade. "Final de semana é final de semana. Aí eu me jogo. Mas tudo bem. Para mim, comer é uma das melhores coisas da vida", se diverte.

Na área profissional, infelizmente o mercado não é tão aberto para pessoas gordinhas. Janaína lamenta a forma como as empresas tratam pessoas acima do peso. "Julgar a capacidade intelectual de uma pessoa apenas pela sua forma física é ridículo, quem perde são apenas as empresas".

Para Janaína também é complicado seguir na profissão que gosta. Ela é técnica em nutrição e luta, todos os dias para mostrar sua competência. "Obviamente as pessoas tendem a não levar muito a sério quem mexe com alimento e é gordinho. Fazer o quê? As pessoas compram seus alimentos pela embalagem, por que não iriam julgar minha competência como profissional pela minha aparência?"

A pedido do Vila Equilíbrio, as gordinhas entrevistadas deixaram recados especiais para as Vilamigas. Delicie-se com elas:

Luciana: "Meninas, a felicidade é um estado de espírito. Não tentem conquistá-la, pois ela está dentro de você. Cultive-a hoje. Não espere emagrecer para começar a viver, viva!"

Katiúscia: "Amem-se. Busquem estar bem como espírito, corpo, mente, finanças, coração. Não se deixem enganar por promessas falsas de milagres para emagrecimento. Fórmulas mágicas não existem. Sejam firmes, determinadas, lutem pelo seu ideal. Você é a pessoa mais importante do seu mundo. As outras pessoas são colaboradoras da sua história".

[galeria]


Janaína: "Nosso corpo não reflete tudo o que somos, mas o nosso modo de pensar e agir sim, e é isso que nos faz ser feliz. Não importa o número do seu manequim nem o quanto você pesa, suas qualidades vão além de números, sua beleza vai além de uma cintura fina. Ser mulher é ter a alma e essência feminina e fazer uso disso, com sensualidade, inteligência e carisma. Não permita que a sua felicidade dependa da aprovação dos outros, aprenda a se amar e se aceitar do seu jeito, e seja feliz por isso".

Por Tissiane Vicentin (MBPress)

Comente