Mulheres com mais idade se preocupam menos com os sinais do tempo

Mulheres com mais idade se preocupam menos com os

Foto: Dreamstime

Os cuidados físicos por estética são características fortes em mulheres, principalmente entre as mais jovens. Mesmo antes dos quarenta a preocupação com fios de cabelo branco, celulites, estrias, gordurinhas localizadas são exagerados. Estas pequenas, e naturais, imperfeições do corpo são combatidas com toda força. Porém, estudos apontam que após os 60 anos as mulheres encaram o envelhecimento com mais naturalidade.

A antropóloga, professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro, autora de "Coroas e Corpo: Envelhecimento e Felicidade" (Editora Record, 2011), Mirian Goldenberg, afirma que o comportamento feminino tende a se modificar com o passar do tempo. Segundo ela, a beleza e a juventude são riquezas e tem valor de capital, principalmente para as mulheres.

"O feminino teme perder o valor ao envelhecerem e tem muito medo de não conseguir parceiros amorosos ou se desvalorizar no mercado de trabalho", diz Mirian. O envelhecimento é visto como perda de status, valor e riqueza. Esta percepção é estimulada por diversos meios, o mais influente é a mídia. O padrão jovem e belo é exposto em revistas, novelas, cinemas etc.

As mulheres que já passaram da casa dos sessenta têm outra forma de pensar. Já não ligam para as cobranças sociais deste tipo. "As idosas mais felizes são aquelas que se sentem livres destas pressões culturais que enaltecem a beleza e a juventude", alerta a antropóloga. Após determinada fase elas conquistam a liberdade de mostrar quem realmente são pela primeira vez na vida.

"As pessoas da terceira idade que tenho pesquisado dizem que a vida depois dos sessenta pode ser o melhor momento da vida deles, com muito mais liberdade e autenticidade. Preocupam-se menos com a opinião dos outros e priorizam o próprio prazer e as descobertas possíveis na maturidade", conta Mirian.

De acordo com os estudos da antropóloga, as mulheres mais velhas são mais felizes porque passam a focar os próprios desejos, enquanto as mais jovens estão muito mais voltadas para os desejos dos outros. Os anos fazem com que elas mudem o foco.


"As mais jovens lutam desesperadamente para provar o próprio valor como mãe, esposa, profissional, amante, etc. As mais velhas querem viver plenamente cada dia, com mais liberdade e felicidade, descobrindo os prazeres da maturidade", finaliza Mirian Goldenberg.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente