Mastigar mais para comer menos

Mastigar mais para comer menos

Foto: Garo/phanie/Phanie Sarl/Corbis

Quer emagrecer e acha que a única solução é diminuir drasticamente a quantidade de comida? Saiba que a chave para a saciedade e a manutenção do peso é a mastigação. Por isso, prestar atenção à maneira como se come as coisas e não apenas ao que está sendo ingerido faz toda a diferença na hora de manter o peso.

Mastigar várias vezes e devagar contribui para que o organismo se sinta saciado com a ingestão de uma quantidade menor de comida. De acordo com o ortodontista e ortopedista facial Gerson Köhler, o ideal é mastigar de 20 a 30 vezes cada bocado, dependendo da textura e resistência do alimento.

"A mastigação feita da forma certa é o melhor medidor da quantidade de comida que o corpo deve ingerir. Enquanto a boca mastiga o alimento, o cérebro recebe avisos gradativos sobre a assimilação do que foi ingerido até o momento em que envia o comando de saciedade", explica o ortodontista.

Ao comer muito rápido, mastigando pouco e engolindo o alimento mal triturado, o ponto de saciedade se dará de modo errado. O estômago fica dilatado e com sobrecarga de comida e a quantidade de calorias consumidas é muito maior do que o necessário. "A mastigação rápida e deficiente pode, inclusive, causar diversos problemas digestivos. A correta mastigação é um hábito que pode ser adquirido ou reaprendido e deve ser mantido sempre", observa.

Para quem tem o hábito de comer rápido e não dá muita atenção ao ato de mastigar, a dica do especialista é fazer uma pausa entre cada bocado mastigado e engolido. "Para facilitar, a pessoa pode colocar o garfo e a faca no prato. Esta atitude simples desacelera o ritmo da mastigação, da refeição e ajuda quem tem dificuldade de comer devagar", ensina Köhler.

Por Paula Perdiz

Comente