Incensos: aromas e suas funções

Incensos aromas e suas funções

Foto: Bernard Radvaner/Corbis

Você pode até não ter o costume de comprar para sua casa, mas com certeza, de vez em quando entra em algum lugar e percebe que alguém acendeu um incenso por ali. Mas você sabe, por exemplo, que cada mistura de substâncias que resulta em cada cheiro tem uma função?

Há relatos do uso de incenso entre diversas civilizações antigas que datam de 3 mil anos antes de cristo. E os registro são dos mais diferentes povos. Babilônicos, egípcios, gregos, romanos, judeus, árabes, hindus e chineses comprovadamente utilizavam cada qual com a sua forma peculiar e secreta de preparo do incenso. Quando europeus chegaram as Américas, os primitivos indígenas já utilizavam a fumegação de ramos de capim cheiroso em seus rituais de purificação.

O incenso foi a forma primitiva de obter odores agradáveis através da queima de ervas, madeiras raízes e resinas, o que derivou a história do perfume. O material com maior liberação de odores são as resinas como benjoim, mirra e olíbano. O olíbano é conhecido também como incenso que foi largamente comercializado junto a outros valiosos produtos como as especiarias.

Hoje em dia, o processo de fabricação precisa respeitar normas BPF (Boas Práticas de Fabricação) no que diz respeito à higiene e segurança. A representante da empresa Barão Kobo que fabrica incensos, Leandra Fernandes explica que os materiais aprovados pela Anvisa e utilizado na fabricação são: pó de madeira, amido vegetal, óleos essências e corantes cosméticos.

Quando o assunto é aroma e função, a mistura de substância depende de cada empresa, mas algumas substâncias têm certas funções específicas e por isso um incenso pode servir para coisas que nem imaginamos. Leandra citou incensos fabricados pela Barão Kobo e as funções, confira:

Cítrica: feita com óleos essenciais de Laranja, Limão, Lima e Cravo-da-índia. Dá uma sensação de frescor com efeito estimulante. Ajuda a aliviar as tensões e o cansaço físico. Age também como anti-depressivo.

Floral: patchuli, erva-doce, pau-rosa e limão são os óleos. Contra insônia, ansiedade, impaciência e estresse. Relaxa, acalma e equilibra. Ajuda a despertar a sensualidade.

Herbal: de eucalipto, hortelã e cravo-da-índia. Revitaliza as energias, aumentando o "pique". Ajuda a combater o estresse, proporcionando uma sensação relaxante.

Especiarias: canela, cravo-da-índia, noz-moscada e gengibre. É energizante e estimulante, ativa e refresca os sentidos. Ajuda na digestão e melhora a disposição.

Amadeirada: Feito com Cedro, Pinheiro, Sândalo, Eucalipto, Patchuli, Tomilho. Ajuda a manter a auto-confiança, o bem estar e a alegria. É calmante, refrescante e purificante. Facilita a respiração.

Fogo: mirra, alecrim, pinho, cedro relacionamentos e prosperidade. Para relacionamento e prosperidade.

Terra: usa baunilha, jasmim, rosa e magnólia. Estabilidade, introspecção e auto-confiança.

Metal: feito com lavanda e coentro. Discernimento, seriedade, auto-análise e perfeição.

Água: menta, hortelã-pimenta, eucalipto e cravo. Para flexibilidade, prosperidade, compaixão e honestidade.

Madeira: ginseng, toranja, cedro, patchuli, bergamota, pimenta e olíbano. Verdade e compreensão.

Relaxamento: notas ozônica, melão, violeta, nuances de chá e flor de algodão. É a busca da inspiração nas coisas essenciais da vida.

Entusiamo: notas mandarina, verde, jasmim muguê e tuberosa. É sentir o corpo gerar energia que melhora o humor e harmonia entre todas as funções.

Equilíbrio: chá verde, floral, cítrico e almiscarado. É estar em total harmonia consigo mesmo, e assim, comunicar-se com o mundo externo.

Anti-stress: notas de frésia, mandarina, flores brancas, especiada e sândalo. É a purificação e limpeza de emoções reprimidas, é trazer aquilo que está oprimido para fora e voltar a viver.


Leandra explica que a maioria dos consumidores escolhe o incenso pelo perfume que mais lhe agrada, aquele que proporciona uma sensação de bem-estar. "O perfume penetra nas narinas e chega ao sistema límbico que é a parte do cérebro responsável pelas emoções. Um perfume pode nos transportar através dos tempos e sob a sua influência, recordamos e revivemos bons momentos."

Por Larissa Alvarez

Comente