Etiqueta em família na noite de Natal

Etiqueta em família na noite de Natal

A imagem da família tradicional composta por pai, mãe e filhos, todos ao redor da mesa na ceia de Natal há muito tempo não faz parte da realidade brasileira. Casais se divorciam, homens e mulheres se casam mais de uma vez e trazem seus novos companheiros, sem contar os filhos de casamentos diferentes. Tudo isso misturado na noite de Natal é um prato cheio para quem gosta de comentários maldosos.

Sofia Rossi, consultora de boas maneiras, comenta que não é gafe levar o namorado novo quando se está recém-divorciada. "Depende muito da família dela e aceitação do acontecido. Desde que o novo namorado não tenha nada com isso e não cause constrangimento na festa, sem problemas. Mas se ele não se sente bem com a situação, 'forçar uma barra' ou mesmo cobrar a presença dele ao seu lado, não é elegante".

A família, por sua vez, deve recebê-lo naturalmente como qualquer convidado e evitar comentários ou comparações, principalmente na frente dele. Recadinho para as mães ou tias que não conseguem controlar a língua.

E se você estiver na posição da namorada do recém-divorciado? Sofia lembra que o falatório existe em qualquer situação, portanto "caso você receba uma alfinetada ou acabe sendo vítima de quem usa a bebida para dizer o que bem entende, o melhor é ir embora elegantemente, para não causar constrangimentos maiores nessa noite tão especial à família", aconselha. A elegância deve permanecer caso você escute comentários da ex. "Controle-se! Não crie animosidade, não rebata opiniões, escute pacientemente, enfim, seja uma lady!", sugere a consultora.

Caso o primeiro contato com a sogra seja na noite de Natal, não se esqueça de levar um presentinho. A escolha depende do tipo de pessoa que ela é, idade, maneira de viver. Você pode levar um objeto de decoração para casa (quadro, vaso, porcelana, candelabro, porta-retratos, garrafa de cristal etc. Algumas preferem receber chocolates, roupas ou perfumes. Vinho, champagne, espumante ou panetone também são boas alternativas. Procure conhecê-la um pouquinho melhor e capriche no presente. Mas se já tem uma intimidade com ela, ou mesmo com anfitriã da festa, é sempre simpático ligar antes e dizer que gostaria de levar uma sobremesa.

Quando o relacionamento entre você e a sua sogra não é dos mais amigáveis, a sugestão de Sofia é ter paciência e não criticar a comida ou a decoração da casa, pois só vai criar discussões. "Se houver provocação respire fundo e mude de assunto, saia da sala, simule uma ligação e atenda o celular", afinal é mãe do seu namorado ou marido.


E quando os casais divorciados têm filhos. Em tempos que a família mosaico aumenta mais, pais e mães dividem a guarda dos filhos até nas datas especiais. Mas se há uma harmonia, por que não reunir todos no mesmo ambiente? "É o que digo sempre: os meus, os seus e os nossos filhos".

O mais importante é esquecer dos probleminhas e aproveitar a data para rever parentes, conversar, rir, se divertir, ou quem sabe tentar uma reconciliação irmãos, primos... e celebrar a união da família.

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: equilíbrio