Estudo astrológico da criança interior

Estudo astrológico da criança interior

Foto/Mônica Bergamo.

Você tem vontade de saber como estava o céu no dia em que nasceu? Pois saiba que, mais do que uma bela imagem, o estudo dos astros no dia do seu nascimento, traduzida por astrólogos, pode ajudar a identificar traços da personalidade e ser uma ferramenta para o autoconhecimento.

A astróloga Mônica Bergamo, de São Paulo, explica que o estudo astrológico da criança interior é baseada na fotografia do céu no dia do nascimento, calculado a partir do local, horário e claro, data do aniversário. "Traduzida, esta imagem é o registro inicial do nosso potencial, é a nossa essência que continua a existir dentro do universo adulto, independente do tempo que cronologicamente percorremos", afirma.

Segundo ela, essa leitura astrológica é um convite para reconhecer e observar a semente de cada um, ou seja, seria o lugar onde se poderia "voltar" à procura de melhor compreensão de quem se é. "Esta leitura revela o potencial da nossa personalidade no seu estado mais puro", diz.

Mônica lembra que, assim como os processos terapêuticos psicológicos investigam a infância para compreender a pessoa adulta, a leitura astrológica também remete ao estado inicial da personalidade, que surge assim com mais clareza. "A partir deste conhecimento, poderemos ampliar a percepção de nossas vivências atuais, e assim, olharmos para a vida de uma nova forma, talvez mais generosa e flexível. Poderemos então, quem sabe, festejar aquilo que deu certo, apesar das dificuldades, e que nos permitirá seguir pela vida com mais assertividade, vigor, alegria e poesia", finaliza ela, que também é psicóloga e terapeuta floral.

leia também


Considerado o ponto de partida dentro do universo astrológico, a leitura da criança interior pode ser completada pelo mapa natal, progressões e revoluções solares, e ser feito por qualquer pessoa que busque um maior entendimento de si mesmo e não há limite de idade.

Para entrar em contato com Mônica, acesse www.monicabergamo-astrologia.com.br.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente