Feminismo no Enem - prova deste ano provoca polêmica nas redes

Veja algumas opiniões polêmicas que geraram rebuliço na internet nesta noite de domingo
enem2015 machismo polêmica

O tema da redação gerou buzz nas redes sociais. Deputados e famosos comentaram o caso. Foto - Reprodução/Twitter

A prova do Enem 2015 aconteceu neste último fim de semana e trouxe com ela uma série de críticas aos assuntos propostos pelo Ministério da Educação (MEC). O tema da redação é uma pergunta em que uma frase da filósofa Simone de Beauvoir gerou comentários a favor e contra o suposto feminismo implícito na redação da prova mais esperada do ano pelos alunos do Ensino Médio.


Tudo começou no sábado, dia do primeiro teste. O texto da filósofa francesa Simone Beauvoir foi alvo de críticas e chamou atenção dos internautas e dos deputados Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Marcos Feliciano (PSC-SP). Eles protestaram contra a questão alegando que a avaliação era uma tentativa de “doutrinação”.

enem2015 machismo polêmica

Foto - Reprodução/Twitter

Além disso, o tema da redação, que foi "A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira" gerou polêmica e buzz já no fim da tarde deste domingo (25). No Twitter, bombou uma série de comentários machistas de pessoas, em sua maioria homens, que julgaram a redação como "feminazi" - termo pejorativo que atrela o feminismo ao nazismo -  alegando que o tema era "desnecessário". 

Além disso, comentários preconceituosos varreram a rede com a hashtag #enemfeminista. A maioria das opiniões estava diminuindo o papel da mulher na sociedade e estimulando a violência. Também era recorrente o número de homens que alegavam ter mentido em suas opiniões e reproduzindo em suas redações os "argumentos das feminazi" só para garantir nota.

Como forma de repúdio a esse tipo de ideologia machista infundada,  foi criado o tumblr "Machistinhas do Enem" onde foram reunidos alguns dos comentários sexistas feitos por quem passou pela prova e fez questão de deixar a opinião machista nas redes. 

Confira na galeria alguns dos prints do blog.

Esse tipo de opinião só prova que ainda falta muito para que as mulheres sejam vistas com igualdade pela sociedade, que em pleno 2015 cultiva machismo, preconceito, homofobia e transfobia. O VilaMulher é contra qualquer apologia da violência e contra preconceito de gênero, raça, sexo e religião. Por aqui, preconceito não passará! ;)

Por Thamirys Teixeira

Comente