Dicas para viajar com tranquilidade

Dicas para viajar com tranquilidade

Fazer uma viagem nem sempre é algo muito simples. Temos que arrumar as malas, reservar as passagens e o hotel. Se for uma viagem internacional, os preparativos ainda são maiores. Quem nunca viajou de avião pode encontrar dificuldades na hora de fazer check in, apertar o cinto de segurança e lembrar que a mala tem peso limite. Para ajudar os marinheiros de primeira viagem, o expert no assunto Vicente Frare escreveu um guia: "Manual de viagem: Tudo o que você precisa saber antes, durante e depois de viajar" (Editora Pulp, 2010), com dicas fundamentais para aproveitar o passeio ao máximo. De acordo com o autor, o guia é indicado, principalmente, para quem está indo ao exterior pela primeira vez.

"Cada vez que estou na fila do check in, no embarque, no free shop ou na recepção de hotéis, reparo que há muita gente que se bate para despachar uma mala, encontrar o portão de embarque, conseguir assentos juntos no avião e assim por diante. Resolvi juntar todo o conhecimento que obtive durante anos de estrada para fazer um guia prático", diz o autor, sobre o motivo que o levou a escrever esta obra.

Vicente lembra que, em primeiro lugar, é importante saber que aeroporto é diferente de rodoviária. Você deve chegar com antecedência para fazer o check in, uma espécie de identificação junto a sua companhia aérea. "Hoje os aeroportos têm muita gente e pouco espaço. Deixe em casa a parte da família que não vai viajar para não lotar as filas, ainda mais", sugere o autor.

Durante o check in a bagagem que será despachada será pesada, o peso máximo permitido é, geralmente, 23 quilos. Caso exceda você pagará uma taxa adicional. "Leve na mala apenas o necessário. Uma dica é arrumar tudo o que você acha que vai precisar e tirar metade fora". Também é importante identificá-la, por questão de segurança. Coloque algo nela que a diferencie das outras. Só não precisa exagerar e transformá-la num bumba-meu-boi cheio de fitinhas e adesivos coloridos", brinca o expert em viagens. É de extrema importância que você guarde o comprovante de despacho de bagagem, ele pode ser muito útil caso suas malas extraviem. "Caso sua mala não apareça, apresente o comprovante de despacho para um funcionário da empresa para ele tentar encontrá-la no sistema (e reze uma ave-maria)", zomba o autor.

O ator, que já trabalhou como comissário de bordo, aponta outra diferença entre aeroportos e rodoviárias: o raio-X. Você terá que passar por ele antes de embarcar, passará também, muito provavelmente, pelo detector de metais. Então, evite usar muitos acessórios, como cintos e correntes. "Vá com roupas confortáveis e evite todos aqueles penduricalhos. Outro detalhe: faz frio na cabine, por isso é melhor viajar de calça e sapato ao invés de shorts e Havaianas" recomenda Vicente.

Vicente Frare revela qual é a dica mais importante do livro: "Planejamento com antecedência. Assim dá para garantir bons preços, hotéis bem localizados, entradas para teatro e museus e tudo mais".

Dicas para viajar com tranquilidade

Foto: divulgação

Confira outras dicas do livro "Manual de viagem: Tudo o que você precisa saber antes, durante e depois de viajar"

- Não tente levar para dentro da cabine uma bagagem muito grande ou muito pesada. Na cabine, as malas podem ter até 5 quilos.

- Tudo custa mais caro no aeroporto, menos as revistas e jornais, que têm preço tabelado. O resto: água, café, pão de queijo, cerveja, misto quente, sushi custa muito mais do que em uma panificadora.


- Quem tem medo de avião deve sentar-se na janela para poder controlar a cortina. Puxar papo ajuda a distrair. E lembre-se que o avião é mais seguro do que o ônibus.

- Banheiro de avião é pequeno e ideal para necessidades rápidas.

- Fumar, nem pensar. Os detectores de fumaça são bem eficientes e a última coisa que você vai querer fazer é passar as férias respondendo processo na delegacia do aeroporto.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente