Dia Sem Mulher: greve geral feminina dia 8 de março

Saiba aqui como protestar, pelo que as mulheres brasileiras lutam e entenda o movimento! #UmDiaSemMulher #EuParo
dia sem mulher

Nós do VilaMulher somos adeptas ao #DiaSemMulher Créditos:asmoabetes

"Se nosso trabalho não vale, produzam sem nós”. É com isso em mente que o grupo “Ni Uma Menos”, da Argentina, junto ao movimento “Womens March”, dos EUA, divulga ao convocar no dia 8 de março o “Dia Sem Mulher”. Um ato histórico e mundial que convida todas as mulheres para uma grande paralisação.

Proposta por dezenas movimentos feministas em países como Austrália, Bolívia, Chile, Brasil, Equador, Irlanda, Israel, México, Suécia, Nicarágua, EUA, Itália, Alemanha, França, Inglaterra, Polônia, Escócia, Turquia, El Salvador e Coréia do Sul – entre muitos outros – a greve das mulheres servirá como protesto contra o feminicídio, o machismo, a desigualdade, toda violência contra a mulher, a exploração das mulheres no trabalho e na economia, e a desumanização feminina. O objetivo final é que todos os tipos de ambientes de trabalho fiquem sem a presença do sexo feminino.

O movimento ganhou adesão mundial, e mulheres de diversos países estão realizando assembleias e se preparando para a greve. No site parodemujeres.com é possível acompanhar mulheres organizadas em mais de 30 países, notícias, atividades e uma série de sugestões de como protestar.

Dia Sem Mulher no Brasil

dia sem mulher

Mulhers agricultoras já protestaram no último dia 08/03 - Foto reprodução/aspta

Aproveitando a paralisação mundial do dia 8, nós, mulheres brasileiras, também vamos protestar para conquistar algumas causas pontuais.

No nosso país, a greve terá como foco central a reforma da Previdência que, entre as diversas mudanças, pretende igualar o tempo de contribuição da aposentadoria das mulheres com a dos homens. Também vamos lutar contra os números vergonhosos que retratam o machismo e a falta de respeito à vida das nossas mulheres:

  • Somos o quinto país que mais mata mulheres no mundo;
  • Recebemos salários 30% menores que os homens na mesma função;
  • Somos metade da população e apenas 30% do quadro de funcionários nas grandes empresas;
  • A cada 11 minutos, um estupro é registrado no nosso país.
  • Concorda que algo precisa ser feito? Veja este vídeo feito pelas mulheres de Santa Catarina e inspire-se a PARAR!

    Veja abaixo COMO PROTESTAR no “Dia Sem Mulher”:

    Marcha das Vadias

    Marcha das Vadias organizado pela Associação de Mulheres Brasileiras (AMB)

  • Greve total, parar no trabalho e nas tarefas domésticas e sociais;
  • Greve em tempo parcial, parando o trabalho por algumas horas (algumas brasileiras vão adotar o horário de 12h30 a 13h30 para a paralisação);
  • Boicote a empresas que usam o sexismo em suas propagandas;
  • Boicotar lugares misóginos;
  • Bloquear caminhos e ruas;
  • Demonstrações públicas. Marchas, piquetes e escracho;
  • Caso não seja possível parar no seu trabalho, usar elementos que simbolize a causa, como vestir roupa lilás, colocar uma bandeira lilás à vista e protestar nas redes sociais;
  • Avatares de apoio para o "Dia Sem Mulher" (clique na imagem)

    8M Brasil: Greve de Mulheres

    dia sem mulher avatar

    Avatar "Eu Paro"

    dia sem mulher avatar

    Avatar International Women's Strike

    dia sem mulher avatar

    Vamos juntas fazer eco ao coro vindo das ruas: juntas somos mais fortes! #UmDiaSemMulher

    Por Thamirys Teixeira

    Comente