Cumprir promessas proporciona mudança de vida

Cumprir promessas proporciona mudanças

Em momentos difíceis, é muito comum as pessoas recorrerem aos seus santos de proteção. Para buscar curas de doenças, empregos e até um parceiro, pedidos e mais pedidos são feitos a Deus. E quando a graça é a alcançada, é hora de agradecer e pagar a promessa.

Assim aconteceu com a enfermeira Maria da Graça Anunciação Oliveira. Ela tinha 18 anos quando sua mãe pegou uma pneumonia muito forte e estava com 40º de febre. O médico chegou a visitá-la, mas não se mostrou esperançoso. "Eu não sabia o que fazer e tinha que cuidar dos meus irmãos menores. Então me tranquei no banheiro e comecei a rezar, pedindo para Nossa Senhora interceder a Deus pela minha mãe. Pedi que não a deixasse faltar", conta.

"De repente, ouvi uma voz suave: ‘sua mãe vai ficar boa’. Naquele momento, senti uma paz muito grande. Enxuguei as lágrimas, dei a medicação recomendada e no outro dia minha mãe estava sem febre. O médio ficou bobo com a recuperação dela".

O Padre Rodrigo Armoso, Prefeito de Igreja do Santuário Nacional, em Aparecida, interior de São Paulo, as pessoas fazem promessas quando são tomadas por um sentimento de dor. E para superá-lo prometem algo a Deus. "O compromisso selado serve de caminho para a conversão, para uma transformação de vida. Deus atende à graça gratuitamente, independente do cumprimento da promessa, mas para que ela aconteça é preciso que a pessoa mude sua postura diante das situações".

A cura da mãe não foi a única graça alcançada pela enfermeira. Ela disse que quando sua filha tinha 12 anos ficou muito doente e os médicos não sabiam o que fazer. "Como a janela do quarto do hospital onde minha filha estava dava de frente para a igreja de Nossa Senhora Aparecida de Moema, aproveitei para rezar. Voltei a conversar com o médico que a examinou mais uma vez e constatou que ela estava com uma forte infecção intestinal."

Desde que Maria da Graça teve suas preces atendidas, reúne a família para ir todos os anos à cidade de Aparecida. Para agradecer pela recuperação da filha, por exemplo, Maria da Graça acendeu uma vela da altura de sua filha. "Nunca ninguém vai tirar a minha . Eu creio muito na intercessão de Nossa Senhora", garante.

Relação de troca?

O Prefeito de Igreja lembra que as pessoas devem tomar cuidado para não alimentar uma relação de barganha com Deus. "Não precisamos fazer promessas, mas quando a fazemos, temos que ter em mente o desejo de mudar de vida. Mesmo quando não alcançamos a graça, este deve ser o propósito".

Outra orientação de Padre Rodrigo é não fazer promessa para que o outro pague. "Se meu filho precisa de uma graça, eu não posso prometer que ele vai atravessar a passarela de joelhos. O certo seria a pessoa que pediu pagar a promessa". E dá um exemplo positivo: "Dias atrás um rapaz fez uma promessa, pedindo que a mãe fosse curada de um câncer. Ao alcançar a graça, ele próprio assumiu um trabalho voluntário de conscientização de coleta seletiva de lixo."


As promessas são seladas por meio de diálogos com Deus, ou seja, da oração. "Para nós, cristãos, esta uma forma de acreditar que em Deus tudo é possível". E ratifica: "Ele atende aos pedidos de graça e, independentemente de cumprir ou não a promessa, é preciso ter em mente que esse ato visa uma mudança de comportamento".

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: astral

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?