Conselhos de Dalai Lama

Conselhos de Dalai Lama para iniciar a semana

Foto/ Reprodução site Dalai Lama

Dalai Lama, santidade tibetana, esteve no Brasil por três dias, e visitou a cidade de São Paulo. Em sua quarta visita ao Brasil, ele falou a jornalistas sobre felicidade, religião e sustentabilidade. Em sua humildade, Dalai Lama, hoje com 76 anos, afirmou que considera-se apenas um entre os 7 bilhões de seres humanos a andar pela Terra. O monge tibetano é considerado desde os dois anos de idade uma encarnação do iluminado Bodhisattva, patrono do Tibete.

O Vila Equilíbrio aproveitou a visita e selecionou algumas frases do Dalai Lama, algumas ditas durante coletiva no Brasil, e outras de seu site oficial, para você refletir nesse início de semana.

Um mundo com Compaixão

"Não importa o quão novo o rosto ou o quão diferente a vestimenta e comportamento, não há uma divisão significativa entre nós e outras pessoas. É tolice insistir em diferenças externas, porque nossas naturezas básicas são as mesmas."

Sociedade

"Acredito que em todos os níveis da sociedade - familiar, tribal, nacional e internacional - a chave para um mundo mais feliz e mais bem sucedido é o crescimento da compaixão. Nós não precisamos nos tornar religiosos, nem precisamos acreditar em uma ideologia. Tudo que é necessário para cada um de nós é desenvolver as nossas boas qualidades humanas."

A rotina do dia a dia

"A vida de todos os dias é onde fica a verdadeira religião. Eu sou monge, mas sou um péssimo praticante. Entretanto, quando encontro as pessoas, mantenho a consciência de que não posso me deixar tomar pelo medo ou pela raiva. Quando você vê que a raiva vai explodir, você pensa: eu sou uma pessoa religiosa e não devo ser tomada por esse sentimento. O mesmo com o apego e outros sentimentos ruins. Portanto, a verdadeira prática é quando você aplica os valores da sua religião no seu dia a dia."

Meditação

"Ela é como uma refeição. Quando você se alimenta, o propósito não é comer, mas encher o estômago e dar energia para as horas subsequentes. Quando você medita ou faz uma prece, é igual: está recarregando o espírito. Aquilo vai servir para depois. Se você deixa sua prece trancada na sala de oração, ela não serviu de nada."

Religião de cada um

"Na base, todas as religiões propõem compaixão, amor, perdão e autodisciplina. Mas nenhuma delas poderia ser universal. O que serve para alguns, como acreditar num Deus criador de tudo (como no cristianismo, judaísmo e islamismo), pode não funcionar para outros. Algumas pessoas se adaptam melhor a religiões onde não há uma figura divina central (como budismo e jainismo). Há ainda uma terceira via para promover a harmonia. Trata-se de usar o bom senso e a experiência comum a todos nós. Se com isso você consegue paz interior, ela se estende à sua família e à sua comunidade."


O trabalho

"Onde a ética está presente, existe autodisciplina. Ela, por sua vez, leva a um comportamento honesto e verdadeiro. Se você tem isso, tem uma conduta transparente. Isso cria confiança e respeito e serve como base para a harmonia."

Por Catharina Apolinário

Comente